SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Zé do Telhado Douro 2015

GE DIGITAL CAMERA

A Loja Makro de Coimbra (Portugal), em conjunto com a produtora de vinhos do Douro, Vidigal Wines, lançou uma marca de vinho – “Zé do Telhado”, que é distribuída pela Makro em todo o país. As uvas do Vinho “Zé do Telhado” provêm da sub-região do Douro superior abrangendo as freguesias de Freixo de Numão, Santo Amaro, Mós do Douro, Murça do Douro, Seixas do Douro e Touça, cujos solos são de origem xistosa e granítica. A lenda do Zé do Telhado:” José Teixeira da Silva, mais tarde conhecido por Zé do Telhado, nasceu em 1816, no lugar do Telhado, freguesia de Castelões de Recesinhos, Penafiel. Alistou-se no exército, em Lisboa, destacou-se pelo seu comportamento militar e pela sua postura destemida ao serviço dos designados “Lanceiros da Rainha”. Com o fim da guerra civil, em 1837 casa com a sua prima Ana. Regressa, então, a Recesinhos, onde constitui família. Com a Revolução da Maria da Fonte, em 1846, José do Telhado integra a revolta popular. Durante os confrontos, chega mesmo a salvar a vida do general Sá da Bandeira, sendo por este feito, posteriormente condecorado por ele, com a medalha de Cavaleiro de Torre e Espada. Com o fim destas revoltas, a sua família começou a passar por dificuldades, por falta de dinheiro. A partir daí, e como já tinha alguma prática herdada da família, começou a dedicar-se à “arte” de assaltar. Pensa-se ter formado um grupo, tal como Robin dos Bosques em Inglaterra, com o qual praticava assaltos às casas dos senhores mais ricos das redondezas. Diz-se que em todo o Vale do Tâmega e mesmo algumas regiões do Douro, poucas foram as casas senhoriais que não receberam a “visita” da malta do Zé do Telhado. Há, porém, um dado interessante na sua história: parece que o Zé do Telhado, para além de tratar sempre com muito respeito os donos das casas assaltadas, não costumava ficar com tudo só para si, distribuía-o pelas famílias pobres suas vizinhas. É a partir daí que lhe é atribuída a lenda de “roubar aos ricos para dar aos pobres”. Foi preso, julgado e condenado em Angola, onde veio a morrer em 1875. A lenda do Zé do Telhado ficou, para sempre, escrita na memória das terras de Penafiel e arredores. Pode dizer-se que tivemos um Robin dos Bosques português”.

 Zé do Telhado Douro 2015 – Álcool: 13,5% –elaborado com 50% Touriga França, 30 % Tinta Roriz e 20% Touriga Nacional. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um púrpura com reflexos violáceos. Os aromas mostram frutas vermelhas, especiarias e baunilha. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves, acidez equilibrada, leve adstrigência e jovialidade. Um vinho moderno, com ótimo custo/qualidade, para o dia-a-dia. Avaliação: 87/100 Pontos. Preço: R$ 22,00, no Makro Atacadista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.