SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Vinhos para a Páscoa

lapin-de-pâques-mignon-avec-le-verre-de-vin-39057618

Estamos na  Semana Santa e, nesta época, pensamos em bacalhau,  ovos de chocolate e vinhos! Como harmonizá-los?

A tradição do bacalhau na sexta-feira santa  remonta à Idade Média, quando havia um intenso calendário religioso de jejum de carnes vermelhas,e foi popularizada no Brasil com a chegada da família real portuguesa em 1808

A maior dificuldade surge na hora de buscar o vinho  para acompanhar o prato, que se apresenta com uma enorme diversidade de receitas e sabores.

Por se tratar de um peixe (lembrando que,para os portugueses ,o bacalhau não é peixe, é bacalhau), mas com sabor e aroma intensos, o bacalhau se coloca em uma posição intermediária na escala de corpo dos vinhos para melhor  harmonização. É aí que aparecem os defensores de Vinho Verde a tinto do Douro encorpado. Os vinhos brancos mais leves  são, normalmente, superados pela intensidade do bacalhau, enquanto os tintos mais encorpados, com seus taninos potentes, vão travar uma briga com o sal do bacalhau. Como existem centenas de receitas de bacalhau devemos buscar a harmonização do vinho com cada uma delas.

A forma como ele vai ser preparado é fundamental para indicar o vinho ideal para acompanhá-lo. Se a escolha for de uma posta de bacalhau regada a muito azeite, com batatas, cebolas e azeitonas, o ideal é um vinho branco que tenha passado por um estagio em madeira. Pode ser um Chardonnay ou um branco da Rioja. Isto serve, também, para receitas mais cremosas, como bacalhau com natas. Fuja dos brancos muito leves e frutados, pois estes  desaparecem pelo sabor acentuado do peixe. Evite vinhos tintos tânicos, brigarão com o bacalhau que ficará com sabor metalizado. Para um bacalhau grelhado, alguns tintos vão bem. Pode ser um Pinot Noir ou tintos jovens e leves, como um Merlot ou mesmo um Cabernet Franc.
Se a receita for elaborada com outro tipo de peixe ou fruto do mar, em molhos cítricos e leves, pode-se harmonizar com Sauvignon Blanc, Alvarinho (casta bastante cultivada em Portugal e na Espanha), ou até mesmo espumantes em geral. Sem esquecer dos vinhos rosés.

Caso a receita seja mais cremosa, ou tenha lagostas, camarões e vieiras, por exemplo, o ideal é que seja acompanhada de vinhos brancos mais encorpados, como um bom Chardonnay.

E para o chocolate? Realmente o chocolate é um dos alimentos mais difíceis para casar com um bom vinho, devido à sua grande complexidade aromático-gustativa e longa persistência.

A melhor forma de harmonizar é lembrando que quanto mais doce for o chocolate, mais doce deve ser o vinho. Portanto, para chocolate ao leite, o ideal é um Porto Tawny ,um Banyuls (vinho de sobremesa da região do Rhône, na França), uns bons italianos tipo Recioto della Valpolicella, Barolo, um Passito ou um Jerez Pedro Ximenez, espanhol.

Já um chocolate amargo pode ser acompanhado de um vinho tânico, como um Cabernet Sauvignon,um Syrah  ou um Porto Vintage.

Feliz Páscoa!

Publicado no jornal Bom Dia, de 29/03/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.