SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Sábado de argentinos

GE DIGITAL CAMERA

Na Bekaa Delicatessen, Sérgio Musolino comandou o sábado de argentinos. Vamos aos vinhos.

O projeto da Bodega Familia Scroeder nasceu em novembro de 2001, na localidade de San Patricio Del Chañar, Neuquén, a partir da plantação de vinhedos em uma área virgem de 120 hectares. A família, que até então não tinha tradição no segmento do vinho, apostou firme na idéia e cercou-se de bons profissionais para dar sustentação a esse ambicioso empreendimento. A começar pelo enólogo Leonardo Puppato , que trabalhava na Chandon, em Mendoza, e foi convidado a integrar o time. Puppato não só acompanhou toda a gestação do empreendimento como também participou diretamente do projeto de construção da bodega que iniciou em outubro de 2002. Curiosidade: quando estavam sendo realizadas as escavações para a construção da vinícola foram encontrados fósseis de um dinossauro que habitou essa região há mais de 75 milhões de anos. A descoberta serviu de inspiração para batizar algumas linhas de vinhos da Familia Schroeder com o nome de Saurus. Hoje, os ossos do Aelosauros estão expostos num pequeno museu no subsolo da vinícola, exatamente no lugar onde foram encontrados.

Saurus Select Chardonnay 2012 – elaborado com 100% Chardonnay, com passagem de 6 meses em barricas novas de carvalho. Teor Alcoólico de 13,4%. A coloração é de um amarelo palha com tons verdeais. No olfato mostra  frutas tropicais, tons minerais e lácteos. Na boca apresenta boa untuosidade, repetindo as sensações do olfato, com Untuoso, com viva acidez. Longo final com intenso frutado. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 89,50, na Bekaa Delicatessen. Observação: um agradável Chardonnay, onde a barrica lhe dá ótimo volume.

 

Bodegas Norton foi a primeira vinícola a se instalar ao sul do rio Mendoza em 1895, quando o inglês Edmund J. P. Norton ali plantou suas videiras, fascinado com o local. Um século depois, a mesma fascinação levou o empresário Gernot Langes Swarovski a comprar a vinícola, que ganhou grande impulso sob seu comando. À frente dos negócios está seu filho Michael, que tem por missão fazer do Norton um vinho reconhecido mundialmente. Hoje a vinícola Norton possui 1.200 hectares de vinhedos, onde se desenvolve um trabalho minucioso denominado “Mapping”, em que se identificam microparcelas dentro de cada hectare de vinhedo, com a finalidade de se buscar a utilização mais adequada de cada terroir. Atualmente 150 famílias dividem ali suas experiências, seus segredos e compartilham o mesmo trabalho.

Norton Reserva Malbec 2011 - elaborado com 100% da cepa, a partir de vinhas com mais ded 30 anos, com passagem de 12 meses em barricas de carvalho francês de 1º e 2º usos e 10 meses em garrafa antes da comercialização. Teor Alcoólico de 14,5%. A coloração é de um intenso e brilhante rubi, com nuances púrpura. Os aromas mostram frutos negros maduros, violeta, especiarias e tabaco. Na boca apresenta-se com bom volume, cremoso e potente, com taninos macios e bem integrados às frutas. Longo final com intenso frutado e leve amadirado. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 94,10, na Bekaa Delicatessen.

 

Riglos localiza-se a 1200 metros de altitude, junto a Cordilheira, em Tupangato, Luján de Cuyo e tem a consultoria do norte-americano Paul Hobbs. O vinhedo é chamado Finca Las Divas, numa homenagem à qualidade das uvas É uma vinícola boutique, com produção limitada a 50 mil garrafas. O rendimento é extremamente baixo, sendo que cada planta origina uma única garrafa. Os vinhos se caracterizam pela potência, com muita fruta, alto teor alcoólico  e longa passagem por madeira nova. Tudo muito equilibrado.

Riglos Gran Cabernet Sauvignon 2011 – elaborado com 100% da cepa, com passagem durante 20 meses por barricas de carvalho francês de primeiro e segundo usos. Teor Alcoólico de 15,2%.   A coloração é de um brilhante rubi, com boa transparência. Os aromas mostram-se nítidos, com amora, ameixa e  cassis bem evidentes. Leve baunilha. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos macios e adocicados, acidez pontual e integração à fruta. Mostra potência, com elegância. Um longo final frutado e leve álcool se mostrando. Avaliação: 90/100Pontos. Preço: R$ 150,40, na Bekaa Delicatessen.

 

Finca Las Moras foi a  primeira vinícola a produzir vinhos na   região de San Juan, desde a reconversão dos vinhedos em 1993, pelo famoso viticultor, Dr. Richard Smart. O experiente enólogo Eduardo Casademont e sua equipe são os responsáveis pelos vinhos produzidos dentro do conceito de “harmonia viva”, respeitando com práticas sustentáveis e orgânicas o meio-ambiente e as pessoas, nos três principais vales da região: Tulum, Zonda e Pedernal.

Las Moras Gran Shiraz Zonda Valley 2008 – elaborado com 100% Shiraz a partir de vinhas com 22 anos, com amadurecimento de 15 meses em barricas novas de carvalho francês e americano. Teor Alcóolico de 14,5%. A coloração é de um  purpúrea muito brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas (figo, groselha, cereja, amora), alcaçuz, menta, fumo e tostado. Na boca apresenta um excelente corpo, com taninos potentes, bem integrados ao frutado e muito equilíbrio. Final longo e potente mostrando frutado, com leve menta. Avaliação:  91/100 Pontos. Preço:  R$183,60, na Bekaa Delicatessen. Observação: um vinho  com muito equilíbrio, com boa expressão do terroir de Zonda, para o Shiraz.

 

Bodegas y Viñedos Luis Segundo Correas está localizada em Medrano, Mendoza. Foi fundada em 1860, por Don Segundo Correas, que plantou os primeiros vinhedos e construiu a primeira bodega. Em Medrano, nos anos 30, Julián Correas fundou a Bodega El Ciprés, que se tornou famosa pelo seu Cabernet Sauvignon. Em 1972, Luis Segundo Correas, da 3ª.geração modertnizou a bodega e hoje mantém a administração junto com os filhos Luis, Julián, Francisco e Diego. Tem 8 Fincas, sendo 6 em Medrano, uma em Maipú e outra em Luján de Cuyo, num total de 400 hectares de vinhedos. A prevalência é de Malbec, com 130 hectares. Alguns vinhedos tem mais de 70 anos de idade. Está presente em inúmeros países com as marcas de exportação Julian Correas, Luis Segundo, Valle Las Acequias, El Ciprés e Cuatro Rios. Tem capacidade para 4 milhões de litros.

Luis Segundo Malbec 2006 -  elaborado com 100% da cepa, produzida na parcela 4, de 3 hectares, na Finca Don Angelino, a partir de vinhedos plantados em 1932. Passou 18 meses em carvalho francês e mais 12 meses em garrafa. Teor Alcoólico de 13,8%. A coloração é de um vermelho-púrpura profundo, com nuances azuladas. Os aromas são nítidos e intensos, mostrando muita fruta negra, toques florais de violeta, especiarias e baunilha. Na boca apresenta um corpo volumoso, taninos potentes, elegantes e adocicados. Um aveludado persistente que mostra baunilha e chocolate no final de boca. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$291,20, na Bekaa Delicatessen.

 

Bodega Vistalba, fundada por Carlos Pulenta, filho mais velho de Dom Antonio Pulenta, um dos fundadores da Bodega Peñaflor, 80 anos atrás. A Bodega Vistalba foi construída entre 2001 e 2004 em um terreno de propriedade familiar no coração de Vistalba (Luján de Cuyo). Este é o lugar onde Carlos Pulenta desenvolveu seu projeto viticultura pessoal, envolvendo membros de sua família, consultores, enólogos e um grupo valioso de pessoas que realmente sabem esta terra. A adega é inspirada na cultura crioula, recorrendo a tecnologia de ponta e em homenagem ao vinho e às vindimas. Os primeiros vinhos foram produzidos no ano de 2003, e foram inicialmente colocados no mercado no ano de 2005. Hoje, os vinhos são vendidos em mais de 20 países. Em 2009 Alejandro Bulgheroni, ligado ao setor da agroindústria começou a sua participação na Bodega Vistalba, trabalhando com Carlos para um objetivo comum: “a produção de vinhos de renome mundial de alta qualidade, com uma identidade e personalidade marcante”.

Vistalba Corte C 2012 - elaborado com 76% Malbec e 14% Cabernet Sauvignon e 10% Bonarda, com envelhecimento de 20% do vinho em barris de carvalho francês durante 12 meses e em garrafa por mais 6 meses. Teor Alcoólico de 14,1%. A coloração é de um  purpúrea muito brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas (cassis, cereja, amora),  fumo e tostado. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos firmes, bem integrados ao frutado e muito equilíbrio. Final longo e potente mostrando frutado, com leve menta. Avaliação:  89/100 Pontos. Preço:  R$99,60, na Bekaa Delicatessen.

 

A Cooperativa San Carlos Sud, no Valle de Uco, é integrada por 66 produtores, que controlam cerca de 800 hectares de vinhas varietais, como Malbec, Syrah, Tempranillo, Merlot, Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, Sauvignon Blanc, Semillon, Torrontés e Chardonnay. Anualmente produzir 10 milhões de litros entre vinhos próprios e terceiros . A cooperativa exporta seus vinhos para 19 países.

Cabal Reserva Malbec 2012 – elaborado com 100% de Malbec, com passagem de 12 meses em barricas de carvalho francês e mais 12 meses na garrafa.  Teor Alcoólico de 13,6%.  A coloração é de um rubi violáceo intenso e brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas (cereja, amora e ameixa), toques de baunilha, caramelo, compota de frutas e tostado. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos bem integrados, ótima acidez. Bom final frutado. Avaliação:  90/100 Pontos. Preço:  R$70,00, na Bekaa Delicatessen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.