SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Portugal e Espanha do sábado na Bekaa

20180915_105719

Uma degustação especial,  com os vinhos de Portugal e Espanha,   marcou este sábado na Bekaa. Sob o comando de Sérgio Musolino, foram degustados vinhos oferecidos a preços especiais aos participantes, como tradicionalmente a Bekaa faz nas degustações do sábado. Vamos aos vinhos.

 

Em 1990, João Portugal Ramos plantou os primeiros cinco hectares de vinha em Estremoz, onde vive desde 1988, dando início ao seu projeto pessoal.  A primeira vindima realizou-se em 1992 e nos anos que se seguiram o vinho foi elaborado em instalações arrendadas, sendo 1997 o primeiro ano em que foi vinificado nas novas instalações. Em 2004 nasce a Falua tendo como objetivo prioritário engrandecer os vinhos da região Tejo e torná-los mais conhecidos no mundo com uma adega em Almeirim, equipada do mais sofisticado e moderno equipamento.

Conde de Vimioso Branco 2016 – elaborado com as castas Arinto e Fernão Pires. Teor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um citrino intenso e brilhante. Os aromas mostram frutas tropicais (abacaxi, carambola), toques cítricos (toranja) e notas florais. Na boca as sensações do olfato se repetem, com uma acidez vivaz, que lhe confere frescor. Destacado perfume, que permanece no bom final. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 88,00.

 

Mas que Vinos está localizada em  La Rioja, onde foi fundada em 1998, tendo a frente Margarita Madrigal, Alexandra Schmedes e Gonzalo Rodríguez; três produtores de vinho, cada um com extensa experiência em vinificação. Os primórdios da vinícola estão localizados na vinícola familiar de Gonzalo, na cidade de Dosbarrios, localizada no Planalto Ocaña, não muito longe de Toledo. São cultivadas as nativas Cencibel, Garnacha, Malvar e Airén.

Mas que Vinos Ercavio Rosado Tempranillo 2016 – elaborado com 100% Tempranillo, com amadurecimento de 3 meses sobre as lias finas em cubas de Inox. Teor Alcoólico de 12,5%. A coloração é de um cereja de média concentração e muito brilho. Os aromas mostram morango, lichia e toques florais. Na boca apresenta uma acidez pontuyal, repetindo as sensações do olfato. Médio final com o toque floral se mostrando. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 72,00.

 

João Póvoa, cirurgião oftalmológico em Coimbra, começou a sua aventura vitivinícola com a Quinta de Baixo, que, por razões de saúde, se viu obrigado a vender em 2007. Vendeu a quinta e a marca, mas ficou com as melhores vinhas (situadas na freguesia da Cordinhã, em Cantanhede), os melhores vinhos e também com a reputação de ter feito alguns dos melhores Bairradas de sempre. Continuou a fazer brancos, tintos e espumantes da Bairrada sob a chancela Kompassus, designação inspirada no compasso das videiras. Juntou-se ao enólogo Anselmo Mendes, amigo de longa data, para, em conjunto, dinamizarem o projeto.

Kompassus 2014 – elaborado com 65% Baga, 15% Touriga Nacional, 15% Merlot, 5% de Tinto Cão, amadurecendo alguns meses nas cubas de inox. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi de média concentração e muito brilho. Os aromas mostram frutas negras, toques terrosos, baunilha e notas florais. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com taninos finos e bem integrados. Acidez equilibrada e leve amargor, que se mantém no longo final frutado. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 88,00.

 

A  Quinta da Romaneira resultou da junção de várias propriedades pré-filoxéricas, a maior parte delas classificadas no conjunto das de produção de “Vinho de Feitoria” (a qualidade mais elevada, à época – com capacidade de exportação através da Feitoria Inglesa do Porto) nas demarcações pombalinas de 1757. Um grupo de investidores privados adquiriu a propriedade em 2004. A gestão foi confiada à reconhecida dupla Christian Seely e António Agrellos, responsável, desde 1993, pelo renascimento de outra distinta propriedade do Douro, a Quinta do Noval. A esta parceria se deve a produção de alguns dos melhores Vinhos do Porto Vintage dos últimos anos, sendo também pioneira do movimento de produção de vinhos tintos de mesa no Douro.

Sino Da Romaneira 2013 – elaborado com Touriga Nacional (20%), Touriga Franca (30%), Tinta Roriz (30%) e Tinto Cão (20%), com amadurecimento de 14 meses em barricas de carvalho francês de 225 litros. Teor Alcoólico de 13%. A coloração de um rubi intenso e muito brilho. Os aromas mostram  amora, cereja, toques florais, chocolate e especiarias. Na boca as sensações do olfato se repetem, num corpo médio, com taninos suaves e bem integrados, e leve adstringência. Bom final frutado com o chocolate se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$ R$156,00.

 

A Família Ramón Roqueta sempre esteve ligada a Bages, na Catalunha. Em 1898 estabeleceu-se em Manresa, mas atualmente a vinícola e vinhedos estão localizados em Fonollosa. Na fazenda há 54 hectares de vinhas. Faz parte do grupo as Bodegas: Abadal, La Fou, Crinroja e Ramón Roqueta. Abadal nasceu com a ilusão de nutrir e aumentar o enorme potencial de Bages como região vinícola. A vinícola está enraizada na tradição da produção de vinho há mais de nove séculos e seu espírito inovador a mantém viva. Os vinhos de Abadal são expressivos e autênticos, e evocam sensações que emergem da paisagem arborizada que envolve a vinícola. Abadal valoriza as variedades nativas à medida que elas adquirem sua expressão máxima em sua terra natal. Picapoll, Mandó e Sumoll são exemplos vivos do espírito da região. Abadal   lidera projetos de pesquisa que estudam a recuperação de variedades nativas da região de Bages.

Abadal Cabernet Franc/Tempranillo 2016 – elaborado com 60% Cabernet Franc e 40% Tempranillo, com amadurecimento de 4 meses em carvalho. A coloração é de um rubi médio, brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas, especiarias adocicadas, caramelo e algo balsâmico. Na boca as sensações do olfato se repetem, num bom corpo, taninos finos e acidez equilibrada. Bom final com o toque balsâmico se mostrando. Observação a uva Sumoll (casta autóctone de Penedés) foi incluída pela primeira vez nesta safra. Avaliação: 89/100 Pontos.  Preço: R$ 93,00.

 

O segredo de uma boa vinícola é reinventar-se constantemente, modernizar-se mantendo a sua tradição e identidade. É isso que faz a Bodegas Valdemar, que há 125 anos se reinventa baseada nos seus valores permanentes: trabalho cuidadoso nas vinhas, foco no ambiente e na fruta. Finca del Marquesado é fruto dessa filosofia. Jesús Martinez Bujanda, da terceira geração da família proprietária e expert na escolha de terroirs, escreveu o primeiro capítulo da Finca. A altitude e o terreno, em média com 584 metros de altitude e terreno pedregoso de várias origens, criam o ambiente ideal para qualidade e diversidade das uvas.

Finca del Marquesado Crianza 2014 – elaborado com 90% Tempranillo e 10% Mazuelo, com amadurecimento de 13  meses em barricas de carvalho americano. A coloração é de um cereja intenso, com tons violetas e muito brilho. Os aromas mostram frutos negros, especiarias, baunilha, canela, com notas de alcaçuz. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves e integrados, acidez equilibrada, com leve madeira. Bom final frutado com o alcaçuz se mostrando. Avaliação 91/100 Pontos. Preço: R$128,00. Observação: um  vinho moderno, mantendo as tradições de Rioja.

 

A Bodegas Arzuaga Navarro é uma vinícola familiar , fundada no início dos anos 90, por Florentino Arzuaga. Sua Crianza , Reserva e Gran Reserva estão entre os vinhos  de maior prestígio na região.Localizada em La Fábrica , Quintanilla de Onésimo (Valladolid) , goza de uma localização privilegiada para o cultivo de uvas , produzindo vinhos de alta qualidade e oferecendo uma estadia memorável no hotel cinco estrelas.Na fazenda de 1.400 hectares há espaço para vinho , animais (javalis e veados )e árvores (zimbro, carvalhos e pinheiros )que oferecem um  constante contato com a natureza. São cultivados 140 hectares de vinhedos sendo Tinto Fino ou Tempranillo 125 hectares, Cabernet Sauvignon 10 hectares  e Merlot e 5 hectares. Bodegas Arzuaga Navarro produz as linhas Gran Arzuaga, Gran Reserva, Amaya, Reserva Especial, Reserva, Crianza, La Planta, Fan D’Oro, Txapana ePago Florentino (em La Mancha).

 

Pago Florentino 2014 – elaborado com 100% Tempranillo (vinhedos de 35 anos), com amadurecimento de  10 meses em barricas de carvalho sendo 50% francês e 50% americano. Teor Alcoólico de 14,5%. A coloração é de um violeta intenso e forte, com muito brilho. Os aromas são complexos onde afloram frutas negras, grafite, couro, notas balsâmicas, com um fundo mineral. Na boca repetem-se as sensações do olfato, num bom corpo e taninos suculentos, acidez equilibrada e intenso mineral, que se mentem presente no longo final. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$ 206,00.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.