SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Os vinhos do sábado na Bekaa

20200118_105823

Uma degustação especial  marcou este sábado na Bekaa. Sob o comando da Mariane e Lara,  foram degustados vinhos oferecidos a preços promocionais aos participantes, como tradicionalmente a Bekaa faz em suas degustações do sábado. Vamos aos vinhos.

Chocalán é uma vinha familiar focada na produção de vinhos originais e de alta qualidade, dos melhores vales do Chile. Guillermo Toro, relacionado à indústria do vinho como fornecedor de garrafas há mais de 60 anos, e apaixonado por vinho e seu povo, propôs a desenvolver um projeto de produção de vinhos originais, unindo suas duas grandes paixões. A primeira colheita de uvas foi obtida em 2001, e a construção da adega localizada na área de Melipilla começou no ano seguinte. Hoje, a Viña Chocalán é reconhecida como uma das principais vinhas na produção de vinhos tintos e brancos de alta qualidade.  Viña Chocalán possui duas vinhas próprias localizadas em Los Valles del Maipo e San Antonio, na área de Malvilla. Chocalán, é nome dado pelos nativos e que significa “brotos amarelos”. A linha Vitrum é caracterizada por suas uvas provenientes de “microterroirs” específicos e de destaque. Os rendimentos são limitados, porém de alta qualidade e potencial.

Chocalan Sauvignon Blanc Gran Reserva 2014 – elaborado com 100% Sauvignon Blanc, com amadurecimento em  tanques de aço inox. Teor Alcoólico de 1,5%. A coloração é de um amarelo palha com reflexos dourados, muito límpido e brilhante.  Os aromas mostram frutas cítricas (limão Siciliano e lima) e brancas (melão, lichia) e sutil herbáceo. Na boca apresenta boa acidez, que lhe determina frescor, a citricidade da fruta e a mineralidade. Longo final com o toque cítrico se mostrando. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$ 86,00.

A Bodega Amalia é propriedade da família Basso, originaria de Genova na Itália. Adolfo Basso, enólogo da vinícola é neto do fundador de mesmo nome, que a fundou em 1920, trabalha com seu pai, Carlos Basso e seu irmão Tulio. A Viña Amalia se localiza no coração de Lujan de Cuyo, em Mendoza. Prima pela produção de vinhos de qualidade, sem preocupação com a quantidade. A produção se iniciou com o Cabernet Sauvignon Dos Fincas, que depois, deu nome a linha de entrada da vinícola com uma gama de produtos prontos para serem bebidos. O nome vem da utilização de dois vinhedos diferentes para esta linha. Via de regra, 30 % dos vinhos estagiam em barricas de carvalho.

Dos Fincas Pinot Noir 2015 – elaborado com 100% Pinot Noir, sem passagem por madeira. Teor Alcoólico de 1,2%. A coloração é de um rubi límpido e brilhante. Os aromas mostram morango, framboesa, cereja, algo floral  e notas terrosas. Na boca apresenta corpo leve, taninos macios e boa acide, repetindo as sensações do olfato. Bom final frutado com os toques terrosos se mostrando. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 56,00.

Foi em 1821 que Jean Bouey adquiriu as primeiras videiras da família, no coração do Médoc. O século XX marcará um grande ponto de virada para a família Bouey. Roger Bouey (1901-2000) atravessou o século e criou com seus filhos sua própria casa comercial: MAISON BOUEY.Hoje, a Maison Bouey é uma das últimas casas de família independentes em Bordeaux, com como acionistas únicos Patrick Bouey, Presidente, e seu irmão Jacques, Vice-Presidente.

Demoiselle de Maison  Blanche 2016 – Elaborado com Merlot (66%) e Cabernet Sauvignon (34%), com passagem por carvalho. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas, groselha, notas mentoladas, baunilha e alcaçuz. Na boca apresenta um corpo médio, taninos refinados, repetindo as sensações do olfato. Bom final frutado com o alcaçuz se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$  82,00.

A história da família Boceli se inicia há quase três séculos com o patriarca, Bartolomeo Bocelli, que na época trabalhava nas terras do príncipe Corsini. Anos depois, Gaspero Bocelli, seu filho, compra uma pequena propriedade rural em Lajatico para cultivo de grãos, oliveiras, mel e criação de gado para o consumo da família. Mais tarde, Alcide Bocelli, avô de Alberto e Andrea, herda a propriedade, e, juntamente com o filho Alessandro – comerciante de máquinas agrícolas – expande os vinhedos e moderniza as instalações para a produção. Quando Alessandro Bocelli adoece gravemente, no final da década de 1990, o desejo de ambos os filhos – Andrea já gozava de sucesso e reconhecimento –  era mostrar-lhe, antes de morrer, seu vinho engarrafado. Mas eles não tiveram tempo, pois em 2000 o pai morre. Foi então que ambos decidiram renovar a vinícola e os vinhedos e começar um sério processo de produção com a ajuda do engenheiro agrônomo e enólogo Paolo Alfredo Tocchini Caciorgna. Hoje, a vinícola conta com cerca de 130 hectares, dos quais sete são vinhedos, e tem como base uma administração familiar, onde cada um tem uma participação definida. O comando é de Alberto e  Andrea Bocceli, um pouco mais distante devido às turnês internacionais, mas sempre atento aos negócio. A propriedade ocupa uma área que concentra vinhedos antigos, com mais de 70 anos, e cresce no cultivo de varietais toscanas como: Sangiovese, Canaiolo, Colorino, Malvasia e Trebbiano. Atualmente, a casta francesa Cabernet Sauvignon tem lugar de destaque na propriedade e os vinhedos recebem atenção especial com cultivo e manejo totalmente sustentável, sem uso de defensivos químicos. Atualmente, a Bocelli Family Wines  produz cerca de 400 mil garrafas por ano que são destinadas ao mercado internacional.

Bocelli Tenor Rosso 2017 – elaborado com 34% Cabernet Sauvignon, 33% Sangiovese e 33% Merlot, com amadurecimento de 8 meses em carvalho. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante com reflexos violáceos. Os aromas mostram flores, frutas escuras como cassis, especiarias (sálvia) , cereja e cacau. Na boca apresenta bom corpo, taninos firmes, acidez equilibrada, frutas maduras e leve picância. Longo final frutado com o cacau se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$ 138,00.

Companhia  Cooperativa Agrícola de Pliniana,   fundada em 1964 por apenas  produtores de uva,  está localizada em  Manduria,  na província de  Taranto, Apúlia . A  Cooperativa Agrícola de Pliniana  foi fundada por iniciativa de um grupo de apenas membros  produtores de uva,  com o objetivo de reduzir ao máximo a cadeia de suprimentos e dar maior importância à fase de produção. Há mais de 50 anos, a  Pliniana  consegue criar, inovar, confirmar e continuar sem interrupção em seu processo de crescimento. Até o momento, a  vinícola  tem mais de 570 parceiros agricultores operando na área  DOC Primitivo di Manduria  e é certamente uma das realidades de produção mais importantes em toda a área. A produção total  de uvas  Cantine Pliniana vem da planície de  Manduria , de solos pobres, calcários e de textura média. 85% das vinhas referem-se a vinhos tintos, sendo 70% reservadas ao  Primitivo di Manduria   (nas várias indicações de origem DOC, DOCG, DOP, IGP) e o restante a outras uvas vermelhas  Negroamaro ,  Malvasia Nera , Sangiovese . A percentagem de videiras para vinhos brancos é de 15% e consiste nas seguintes variedades:  Chardonnay, Malvasia branco, Fiano, Moscato e Sauvignon .

Juvenis  Primitivo di Manduria 2017 – elaborado com 100% Primitivo, sem passagem por madeira. Teor Alcoólico de  14,5%. A coloração é de um rubi intenso, com muito brilho. Os aromas mostram  amora, cereja, geleia, especiarias, toques herbáceos e algo de balsâmico. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos macios e bem integrados ao frutado, leve acidez, repetindo as sensações do olfato. Bom final frutado com o balsâmico se mostrando. Avaliação: 90/100  Pontos. Preço: R$ 99,00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.