SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Os vinhos da Toscana

GE DIGITAL CAMERA

Vamos aos vinhos da Toscana degustados na Confraria do Vinho de São José do Rio Preto.

 

A Família Antinori está envolvida na produção de vinho há mais de seis séculos. Em 1385, Giovanni di Piero Antinori entrou aparece como winemaker,na “Arte Fiorentina”, um guia da cidade de Florença. Durantevinte e seis gerações, a família sempre geriu diretamente o trabalho com decisões inovadoras. Hoje a empresa é dirigida por Piero Antinori com o apoio de seus três irmãos, Albiera, Allegra e Alessia, diretamente envolvidos no trabalho da casa. A propriedade Guado al Tasso está localizado a cerca de 80 quilômetros a sudoeste de Florença, perto da vila medieval de Bolgheri. A propriedade, cerca de 1.000 hectares se estende desde o litoral do Tirreno para as colinas interiores e inclui, além de mais de 750 hectares de vinhedos, o terreno utilizado para o cultivo de trigo, cevada, aveia, e azeitonas e bosques onde cria porcos Cinta Senese, uma raça local.

Guado Al Tasso Il Bruciato 2011 – elaborado com  65% Cabernet Sauvignon, 20% Merlot e 15% Syrah, com amadurecimento de oito meses em pequenos barris de carvalho e mais quatro meses de envelhecimento em garrafa  antes do lançamento. Teor Alcoólico de 14%. A coloração é de um rubi intenso, com muito brilho e  média transparência. Os aromas são intensos com notas de frutas (ameixa, cereja, amora), especiarias e toque terroso, floral  e mentolado. Na boca tem boa presença, estrutura, taninos marcantes, com notas que correspondem ao olfato. Final longo e persistente mostrando o frutado. Avaliação: 93/100  Pontos. Preço: R$ 184,60, na Enoteca Decanter Rio Preto. É um Supertoscano, segundo vinho da Tenuta Guado al Tasso e representa com muita propriedade o terroir único e privilegiado dessa vinícola. É sem duvida um dos campeões de vendas da família Antinori.

 

A Azienda Agricola San Fabiano Calcinaia está situada em Castellina in Chinti, no centro da região do Chianti Clássico. Com mil anos de existência, em 1983 Guido Serio Isa e sua esposa renovaram os vinhedos e instalaram uma estrutura para produção de vinhos de qualidade.

San Fabiano Calcinaia Chianti Classico 2011 – elaborado com 85% Sangiovese, 5% Canaiolo, 5% Colorino e 5% Merlot, vinhedo San Fabiano, com amadurecimento de 12 meses  em barricas de carvalho de segundo e terceiro uso. Teor Alcoólico de 14,5%. A coloração é de um rubi concentrado com borda levemente granada. Os aromas mostram ameixa, amora, cereja passa, couro, tabaco e fundo balsâmico. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos potentes e bem integrados, leve adstringência e um balsâmico pontual. Bom final com algo de couro. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 138,10, na Enoteca Decanter Rio Preto.

 

A Famiglia Zingarelli, Rocca dele Macie, nasceu em 1973, sendo a realização de um sonho do produtor de cinema Italo Zingarelli, que adquiriu 58 hectares de vinhedos. Em 1989 o comando passou para o filho Sérgio. Hoje são 600 hectares, sendo 200 hectares em vinhedos.

Ser Gioveto  2009 – elaborado com 80% de Sangiovese, 10% de Cabernet Sauvignon e 10% de Merlot, com 14 meses de passagem por barricas de carvalho. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi brilhante, com halos mais claros. Os aromas mostram cereja, ameixa, xarope de groselha, notas balsâmicas, couro e tabaco. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos vivos e bem integrados e uma acidez pontual. Repete o tabaco e as notas balsâmicas, que persistem no bom final. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$203,60, na Enoteca Decanter Rio Preto.

 

A Fazenda Dom Buscarelli é uma pequena empresa fundada em 1962 por Ippolito e Paola De Ferrari. Hoje é dirigida por ela e pelos filhos Lucas e Nicholas. São 18 hectares no Morro Cervognano, em Siena.

Boscarelli  Vino Nobile di Montepulciano 2009 – foi elaborado com 100% Prugnolo Gentile (clone local da Sangiovese), provenientes dos vinhedos específico ”Nocio” de 3,2 hectares em Cervognano, plantado em 1972. Passou 24 meses em carvalho esloveno e francês de 500 a 1000 litros de capacidade. Teor alcoólico de 13,5%. A coloração mostra um intenso rubí, com toques granadas. Os aromas mostram cereja, mirtilo, ameixa seca, algo terroso, flores vermelhas e alcaçuz. Na boca  apresenta bom corpo, com taninos equilibrados, bem integrados e boa acidez. Um longo e agradável fina, com fruta e alcaçuz. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 412,10, na Enoteca Decanter Rio Preto.

 

Tenuta di Valgiano está localizado numa denominação toscana pouco conhecida, Coline Lucchesi, onde a tradicional Sangiovese divide espaço com uvas de origem francesa, devido à conquista de Lucca por Napoleão. Seus 24 hectares, predominantemente voltados para o sul, são cultivados de forma biodinâmica desde 2002, utilizando técnicas em harmonia com as forças naturais, respeitando a paisagem, a natureza, as tradições, exprimindo da melhor forma as características do terroir.

Palistorti di Valgiano 2009 – elaborado com 70% Sangiovese, 15% Merlot e 15% Syrah, com estágio em pequenas barricas de madeira. Teor Alcoólico de 14%. A coloração é de um rubi violáceo intenso, com muito brilho. Os aromas mostram frutas vermelhas maduras com toques de rosa e violeta, notas de especiarias picantes e leve herbáceo. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com taninos frescos e acidez pontual. Bom final frutado. Avaliação: 89/100  Pontos. Preço: R$ 178,80, na Bekaa Delicatessen.

 

A Bodega Luigi Bosca, situada em Luján de Cuyo, pertence a Família  Arizu. É uma das mais tradicionais e pioneiras na produção de vinhos de qualidade. Tem mais de 100 anos. Produz os vinhos  La Linda, Luigi Bosca Reserva e Selectos da Família Arizu. Em Vistalba, a família Arizu possui a Finca Los Nobles, onde estão plantadas Cabernet Sauvignon e Alicante Bouchet há mais de 90 anos.

Luigi Bosca Gala 3 2009 - foi elaborado com 50% de Viognier, 40% de Chardonnay e 10% de Riesling, a partir de uvas das melhores parcelas dos vinhedos  de Vistalba, Carrodilla e Las Compuertas, sendo que o Chardonnay passa 8 meses em barricas novas de carvalho francês.  Teor Alcoólico de 14,1%. A coloração é de um dourado brilhante intenso. Os aromas são complexos, com notas de pêssego, damasco, cítricos e nuances florais, com delicados toques de baunilha e madeira. Na boca as sensações do olfato se repetem, com uma acidez equilibrada e boa cremosidade. Um final com toques florais e amadeirado. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 121,30, na Enoteca Decanter Rio Preto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.