SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Os vinhos da Itália e da França do sábado na Bekaa

20180609_110910

Sérgio Musolino comandou a degustação do tradicional sábado na Bekaa, apresentando vinhos da Itália e da França. Os vinhos degustados são vendidos a preços especiais, com descontos de até 50%, para os participantes do evento. Vamos aos vinhos.

Azienda Agrícola Castello di Magione se inserem no DOC “Colli del Trasimeno” e se estendem a uma altitude entre 250 e 350 metros acima do nível do mar nas colinas próximas ao lago Trasimeno. As vinhas foram recentemente reformado, com 5000 videiras por hectare de densidade de plantação e é formada por 55 por cento de uvas vermelhas, Pinot Noir, Merlot, Gamay, Cabernet Sauvignon, Sangiovese e Canaiolo, e os restantes 45 por cento de uvas brancas, principalmente Grechetto, Chardonnay, Sauvignon Blanc e Trebbiano. A vinícola Castello di Magione, inaugurada em setembro de 2009, possui uma área de 1.300 metros quadrados. tem uma capacidade de produção de 4.000 quintais de uvas e está equipada com as mais inovadoras tecnologias de processamento, embalagem e armazenamento de vinhos. O Castelo de Magione remonta aos anos 1150-1170, nascido como hospital (abrigo) para os peregrinos que iam para Roma ou Jerusalém e que viajaram pela vizinha Via Francigena. Na parte mais antiga do castelo, há uma capela dedicada a São João Batista, em estilo românico, na qual existem dois afrescos de escola de Pinturicchio (sec XVI).

Castello di Magione  Belfiore Rosato 2016 – elaborado com 100% de Gamay del Trasimeno (Grenache). Com amadurecimento de 3 meses em cubas de aço inox. Teor Alcoólico de 11,5%. A coloração é de um rosa de média intensidade e muito brilho. Os aromas mostram morango, framboesa, pêssego, leve caramelo e toque floral. Na boca apresenta frescor, com o frutado presente e acidez pontual. Médio final com o toque floral se m ostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 81,00.

A família Mas tem uma longa história de vinhedos no Languedoc-Roussillon onde elabora vinho desde 1892, mas foi Jean-Claude Mas quem levou o negócio ao que é hoje. Com um olhar de Novo Mundo sobre toda a região, a vinícola possui 170 ha, com propriedades em Pézanas, Montagnac e Limoux, além de parcerias em 700 hectares. Sua linha de rótulos varietais Vin de Pays d’Oc de qualidade inclui La Forge Estate e Arrogant Frog.  Saliente-se que  os vinhos não são orgânicos, todavia, possuem certificado “Terra Vitis” que significa que o Domaine Paul Mas trabalha de acordo com as normas da “agricultura sustentável”.

Mas des Mas Picpoul de Pinet 2014 -  elaborado com 100% de Picpoul de Pinet , produzida em vinhedos localizados próximo ao lago de Thau, no Languedoc. As uvas foram colhidas no período noturno e, após o desengace, permaneceram 24 horas na pele para que o sabor picante, típico, se intensificasse. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um amarelo palha com tons dourados, muito brilho e transparência. Os aromas são suaves, indicando tons florais, frutas cítricas, lichia, maçã verde, pêssego e um final de laranja. Na boca as sensações olfativas se repetem com maior intensidade, acidez agradável e leve picante. Um final amanteigado. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$110,00.

Arrogant Frog Pinot Noir 2016  - elaborado com 100% Pinot Noir, com amadurecimento de 7 meses em barricas francesas novas para 50% do vinho sendo que o restante permanece em inox. Teor Alcoólico de13,5%. A coloração é de um rubi de média intensidade. Os aromas mostram framboesa, cereja, baunilha e toque floral. Na boca as sensações do olfato se repetem, com taninos maduros, acidez equilibrada e frescor. Médio final com o frutado se mostrando. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 89,00.

A vinícola Renzo Masi e a Fattoria di Basciano são duas empresas da família Masi. Esta última localiza-se numa colina às margens do rio Sieve, e foi adquirida em 1932. Uma torre do século XIII domina o casario medieval, rodeado por vinhedos, oliveiras, bosques de carvalho e ciprestes. Nos anos 50 os vinhedos mistos com outras culturas foram substituídos por especializados, e, na década de 90, novamente replantados com alta densidade, sob a supervisão do enólogo e agrônomo Paolo Masi. Hoje a área total da propriedade é de 60 hectares, dos quais 30 são plantados com Sangiovese, Colorino, Canaiolo, Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah. O complexo abriga a cantina de envelhecimento em barricas, que está em processo de renovação completa. Renzo Masi, por sua vez, é o nome da empresa “negociante”, que compra e produz uvas para os seus vinhos de imbatível relação preço/qualidade. Sua produção é de 1.800.000 garrafas por ano, enquanto que a Fattoria di Basciano elabora 150.000.

Fattoria Basciano Chianti Rufina 2014 – elaborado com 95% Sangiovese, 5% Colorino, com rápida permanência em tanques inertes de cimento.. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi de média intensidade e muito brilhante. Os aromas mostram amora, cereja ao licor,  alcaçuz, tabaco, algo mentolado e toque floral. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves e bem integrados ao frutado, acidez pontual e toque mentolado. Bom final com alcaçuz se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 81,00.

Accademia dei Racemi  está localizada na cidade de Manduria, na província de Taranto, na região de Puglia. O seu projeto consiste na valorização do Vigneto Puglia, que é na pesquisa, vinificação e comercialização em uma escala internacional das vinhas nativas regionais. A ideia, nascida da intuição do Gregory Perrucci, refletiu-se na experiência adquirida com o fenômeno Felline – Primitivo di Manduria, o primeiro vinho que que se destacou com a cepa, hoje a mais prestigiada na região de Puglia. O projeto Racemi consiste em melhorar a vinhaem  Puglia, isto é, na pesquisa, vinificação e comercialização a uma escala internacional das vinhas autóctones regionais. A idéia nasceu da intuição de Gregory Perrucci, foi realizada com base na experiência adquirida com o fenômeno Felline – Primitivo di Manduria, o vinho que primeiro virou o centro das atenções sobre o que é agora considerado o mais prestigiado entre as vinhas Puglia. Por que Racemi? Os racemos são o segundo fruto que algumas variedades (Primitivo, Catarratto) desenvolvem em quantidades significativas. Esses frutos de segunda geração amadurecem cerca de 20 dias após a colheita dos cachos primários e, por isso, são recolhidos e vinificados mais tarde, representando uma segunda oportunidade para melhorar ou mesmo recuperar os eventos negativos ocorridos na primeira vinificação.

Racemi Sinfarosa Zinfandel 2015-  foi elaborado com 100% Zinfandeel, a partir de clone oriundo do vinhedo Geyserville da Vinícola Ridge, Vale Alexander, Califórnia. Cinquenta por cento passou por carvalho esloveno por 8 meses e o restante em tanques de inox. Teor Alcoólico de 15%. A coloração é de um rubi escuro, com halos atijolados. Os aromas apresentam compota de frutas (ameixa, marmelo), groselha vermelha, ameixa passa, especiarias doces, mentolado e um toque floral. Na boca mostra corpo médio, com acidez presente e adstrigência se mostrando. Um bom final onde o álcool se mostra. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 155,00.

Domaine Montirius é uma das estrelas de Vacqueyras, sob o comando de Christine e Eric Saurel. Eles representam a quinta geração a trabalhar em 57 hectares de domaine no coração de Vacqueyras, agora totalmente cultivada por princípios biodinâmicos. Videiras antigas, intensivas em mão-de-obra e rigorosas, de baixo rendimento em solo ótimo, fornecem as matérias-primas perfeitas, e uma cuidadosa maceração de três semanas permite a expressão completa do terroir. Sua metodologia paciente é recompensada com expressões soberbas de terroir, descritas por Christine como ‘vins lumineux’

Montirius Vacqueyras Le Village 2014 – elaborado com 80% Grenache e 20% Syrah, vinhedos de 25 anos de idade, com amadurecimento em tanques de cimento inerte. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um vermelho rubi médio, com muito brilho. Os aromas mostram morango, cereja, ameixa, toques herbáceos, leve especiarias e algo de alcaçuz. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves e acidez equilibrada. Bom final frutado com o alcaçuz se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 116,00.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.