SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Os vinhos búlgaros da degustação da Confraria do Vinho

GE DIGITAL CAMERA

Poucos países tem tradição vinícola mais antiga que a Bulgária, com alguns vinhedos que, acredita-se, datam dos gregos antigos. O estado búlgaro foi formado em 681, e a viticultura se disseminou.   Com a chegada dos turcos, no século XIV, a vinicultura passou para as mãos dos mosteiros. Após 500 anos de domínio otomano, a Bulgária tornou-se independente em 1878, e, pouco depois, como na maior parte da Europa, a filoxera devastou os vinhedos.    Desde a Segunda Guerra Mundial a política foi o fator mais influente na indústria vinícola. Em 1945 o país tornou-se parte do bloco soviético, e o governo soviético coletivizou terras e vinícolas para fornecer vinho aos países do Comecon. Nesse período, os vinhedos foram transferidos dos morros para as planícies, viabilizando a mecanização, e deu-se preferência a vinhas internacionais. Com essas mudanças, em seu auge a Bulgária foi o sexto maior produtor mundial de vinho. Antes da Reforma Agrária dos anos 90, 80% do vinho era feito pela organização estatal Vinprom.

A Rússia desertou a Bulgária em 1985, quando Gorbatchev lançou sua campanha antiálcool, mas a organização exportadora estatal Vinimpex recorreu ao mercado da Europa ocidental, onde os Cabernets Sauvignons búlgaros suaves, maduros e baratos causaram impacto.

Estima-se que a área atual de vinhedos na Bulgária varie entre 90.000ha e 140.000ha, mas são necessários muitos replantios devido aos efeitos da falta de investimento. Os novos vinhedos já estão começando a mostrar ótimo potencial. Contudo, apesar das melhorias, a viticultura ainda é dominada por grandes vinícolas privatizadas baseadas nas antigas cooperativas que não dispõem de capital, e a Bulgária não atraiu o mesmo interesse estrangeiro de suas vizinhas Hungria e Romênia.

​A indústria está dividida entre os vitivinicultores búlgaros que querem safras grandes e lucros altos, e os que buscam safras baixas de frutas maduras para garantir a qualidade, mas o público pouco crítico que prefere o destilado de uva local, Rakia, não justifica muito o segundo grupo. Ainda assim, a Bulgária fez nome com varietais como Cabernet Sauvignon e Merlot e tem pronta a estrutura para produzir vinhos em volume de exportação, além do que as cepas tintas autóctones Mavrud, Melnik e Rubin são muito promissoras. Recentemente, uma nova onda de produtores com foco na qualidade parece estar começando a mostrar o potencial do país com as uvas certas e excelente vinificação.

A Bulgária se divide em cinco regiões vitivinícolas. A Região Norte se estende do rio Danúbio aos Stara Planina (Bálcãs), ao sul, e segue, até a planície da Trácia. A Região Leste contorna o Mar Negro e é conhecida pelos vinhos brancos. Ao centro, a Região Sub-Balcanica produz principalmente tintos. Na Região Sudoeste, o rio Struma atravessa as montanhas Rodope rodeado pelos únicos vinhedos da Bulgária e encostas. A Região Sul tem clima continental moderado adequado às cepas tintas.

(Fonte: InfoVinho).

 

Vamos aos vinhos da Bulgária degustados na Confraria do Vinho de São José do Rio Preto, em sua reunião de novembro.

Stambolovo Winery  localiza-se na Região Vale Thracian e está incluída na Rota Sul do Vinho da Bulgária. Foi fundada em 1932, estatizada em 1947 pelo governo comunista, e reprivatizada em 1997. Tem seu nome devido à pequena cidade de Stambolovo, no vale da Trácia, próximo à fronteira com a Grécia e Turquia. Gerencia 40 hectares de vinhedos próprios, todos no vale da Trácia. A região como um todo tem clima continental temperado, com pequena influência mediterrânea, que vem do sul. São verões quentes e com bastante sol, e com a quantidade de chuva ideal, concentrada no inverno. Sendo uma empresa de quase 80 anos de tradição vinícola, orgulha-se dos milhares de vinhos que foram criados no decorrer de todos estes anos por gerações de mestres de adega. São cultivadas variedades de uvas  búlgaras típicas e emblemáticos, como Mavrud, Tamianka e Dimiat, e da maioria das castas tradicionais do Velho Mundo. Mantém um Enoteca com vintages desde 1986.

Stambolovo Syrah & Merlot 2013 – elaborado comSyrah e Merlot, com amadurecimento de 12 meses em carvalho francês. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi de intensidade média com algum reflexo granada. Os aromas mostram ameixa, cereja, amora,pimenta, baunilha tostado e algo de caramelo. Na boca apresenta um corpo médio, taninos macios, bem integrados ao frutado, acidez equilibrada  e um destaque balsâmico que se mantém no bom final. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço:110,00, na Winelands.

 

CHÂTEAU BURGOZONE é um complexo moderno de vinhos e vinícolas criado em 2010, localizado no noroeste da Bulgária, nas proximidades de Oryahovo, nas margens do Danúbio. O projeto começou em 2002. O nome “Burgozone” vem da antiga fortaleza romana que protegia as terras ao sul do Danúbio das invasões do Norte e cujos restos foram encontrados no solo da vinha. Esta fortaleza estava localizada em uma antiga estrada romana “Via Istrum” que conecta Belgrado com Constantinopla e usava um comércio muito ativo e próspero. A vinha tem 150 ha, dos quais 100 ha são vinhas jovens, com uma colheita de 20 a 45 hl / ha. A fazenda tem uma capacidade de 650 por ano e uma produção de 3000 a 20000 garrafas. A gestão das vinhas é tão ecológica quanto possível, com o menor uso de produtos químicos. Uma colheita manual e uma seleção muito rigorosa são feitas nas uvas que produzirão o vinho. Na encosta norte da colina, olhando para o Danúbio são plantadas uvas brancas e na encosta sul são variedades de uvas vermelhas. As variedades cultivadas são essencialmente internacionais. Os brancos são: Chardonnay , Sauvignon Blanc e Viognier . Os tintos são: Pinot Noir , Merlot , Cabernet Franc , Cabernet Sauvignon , Syrah , Marselan , Egiodola . As variedades de uva búlgaras típicas ( Gamza e Tamianka ) foram plantadas e cultivadas desde 2014.

Chateau Burgozone Cabernet Franc 2011 – elaborado com 100% Cabernet Franc, com amadurecimento de 8 meses em barricas novas de carvalho francês.  Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um granada escuro. Os aromas mostram framboesa, cereja, amora, chocolate, café e algo de mineral. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos suaves, acidez equilibrada, repetindo as sensações do olfato. Bom final frutado com o chocolate se mostrando.  Avaliação: 90/100 Pontos. Preço:129,00, na Winelands.

 

Angelus Estate está situado muito perto da barragem de Zhrebchevo (Stallion), nas encostas de Sredna Gora, Nova Zagora, Bulgária. A partir desse local, deriva o nome do STALLION.Possui 106,5 ha de vinhas que incluem as seguintes variedades: Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Syrah, Petit Verdot, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Traminer e Viognier. Existem duas caves para o envelhecimento do vinho em barricas de barril de 225 litros com uma capacidade de 1 400 barricões, além de 420 barricas em dois níveis controlados por temperatura. Área total da adega: 14 000 m², dos quais 7 000 m² são subterrâneos. Isso facilita a fermentação por gravidade. Angelus Estate possui uma capacidade de processamento de 650 toneladas de uvas.

Stallion Angelus Estate 2012 – elaborado com Cabernet Sauvignon 35%, Merlot 35%, Cabernet Franc 15%, Syrah 15%, com amadurecimento de 10 meses em carvalho. Teor Alcoólico de 14,5%. A coloração é de um rubi brilhante. Os aromas mostram cereja, mirtilo, amora, cacau, tabaco e algo balsâmico. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos suaves, acidez equilibrada e um toque adocicado. Longo final frutado com o toque balsâmico se mostrando. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço:199,00, na Winelands.

 

A adega LOGODAJ, fundada em 1994. está localizada no coração do vale do rio Struma no sul da Bulgária. Só nesta região são mantidas variedades búlgaras exclusivas Broad Leaved Melnik e Melnik . São produzidas também Rouen, Cabernet Sauvignon e Merlot. Os vinhos resultantes são caracterizados por tons quentes no aroma, com plenitude de sabor e riqueza da impressão geral .

Logodaj Nobile Melnik 2012 – elaborado com 100% Melnik, de amadurecimento precoce, com 12 meses de envelhecimento em barricas novas de carvalho francês. Teor Alcoólico de  15%. A coloração é de um rubi intenso e muito brilhante Os aromas mostram cereja, frutas negras,  baunilha, notas defumadas e especiarias doces. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos firmes, bem integrado ao frutado, acidez equilibrada e leve adocicado. Longo final com muita fruta. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$ 171,42, na Winelands.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.