SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

O sábado na Bekaa

GE DIGITAL CAMERA

Mais uma vez o Sergio Musolino, da Bekaa Delicatessen, mostrou, na  sua tradicional degustação do sábado, alguns dos vinhos portugueses oferecidos a preços especiais aos participantes do evento. Excelentes custo/qualidade Vamos aos vinhos.

O trabalho de Anselmo Mendes é reconhecido em Portugal e no Exterior não apenas pela excelência dos vinhos que produz mas pela forma surpreendente e consistente como inova. A fermentação de uvas Alvarinho em barricas de madeira ou o uso de técnicas de vinificação antigas, como a curtimenta, são alguns dos métodos que fazem com que estes vinhos sejam um caso à parte no mundo dos brancos. Apostando nas castas Alvarinho, Loureiro e Avesso, Anselmo Mendes produz vinhos brancos tranquilos que conquistaram já diversos prêmios e distinções e ganharam a confiança dos críticos e apreciadores mais exigentes em todo o mundo.

Anselmo Mendes Contacto Alvarinho 2014 – elaborado com 100% Alvarinho, passagem de 4 meses sobre as lias finas em inox, com levantamento das borras (bâtonnage) semanalmente Teor Alcoólico de  13%. A coloração é de um amarelo esverdeado brilhante. Os aromas mostram cítricos maduros, florais, elegante mineral e fruta branca ao fundo. Na boca apresenta boa untuosidade, repetindo as sensações do olfato, com acidez equilibrada, que lhe confere frescor. Bom final  com os cítricos se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 165,00.

 

Esporão na região do Douro, tem duas referências nos vinhos tintos – Assobio Tinto e Quinta dos Murças Reserva, além dos vinhos do Porto, Quinta dos Murças Tawny 10 Anos e Quinta dos Murças Vintage 2011.
O alargamento da gama Assobio, que deve o seu nome às vinhas de maior altitude da propriedade,  vem comprovar a versatilidade e potencial da Quinta dos Murças na produção de vinhos de excelente qualidade e caráter.  Estes vinhos, da responsabilidade de David Baverstock e Sandra Alves, foram concebidos para expressar o potencial das castas tradicionais do Douro, respeitando a tradição vitivinícola da região, mas somando-lhe a abordagem inovadora da equipa de enologia do Esporão.  O nome é uma referência ao nome de uma encosta da propriedade, onde se encontram as vinhas de maior altitude.

Assobio 2013 – elaborado com as castas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca. Um percentual de 20% amadureceu em barricas de carvalho francês e americano por 6 meses. Teor Alcóolico de 14%. A coloração é de um rubi intenso e muito brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas (framboesa, morango, cereja) , especiarias e leve floral. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves, finos e bem integrados ao frutado. Pontual acidez e adstringência. Um agradável final médio, frutado. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 103,50.

 

A Quinta do Ribeiro Santo, em Carregal do Sal, é uma propriedade adquirida e recuperada por Carlos Lucas, com o objetivo de produzir vinhos com personalidade própria. A localidade está no Dão entre pinhais em vales e encostas que vão da Serra da Estrela ao Caramulo. Era uma antiga propriedade do pároco da freguesia de Oliveira do Conde circundada por um ribeiro onde corre água o ano inteiro, por isso foi apelidada de “Quinta do Ribeiro Santo”.

Ribeiro Santo Encruzado 2014 – elaborado com 100% Encruzado, fermentação com leveduras indígenas em barricas de carvalho de 500 litros, permanecendo nas barricas por 4 meses. Teor Alcóolico de 13,5%. A coloração é de um amarelo esverdeado brilhante. Os aromas mostram frutas tropicais, maçã verde, toques cítricos, herbáceos e algo de mineralidade etostado. Na boca apresenta uma acidez viva, repetindo as sensações do olfato, com o tostado marcando. Essa condição se mantém no longo final. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 163,00

Ribeiro Santo Tinto 2012 – elaborado com as castas típicas do Dão, Touriga Nacional, Alfrocheiro e Tinta Roriz, vinificadas em separado e sem passagem por madeira. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi,  límpido e transparente. Os aromas mostram frutos vermelhos (morango, cereja amora), toques herbáceos e floral.   Apresenta corpo médio, com taninos vivos, bem integrados e  acidez equilibrada, com o álcool se mostrando. Bom final frutado. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 100,00.

Ribeiro Santo Reserva 2011 – elaborado com as castas típicas do Dão, Touriga Nacional, Alfrocheiro e Tinta Roriz, passando por 10 meses em carvalho francês. Teor Alcoólico de 13,7%. A coloração é de um rubi profundo e brilhante. Os aromas mostram frutos vermelhos (mírtilo, framboesa, amora), leve tostado, especiarias, notas balsâmicas e florais . Na boca apresenta um bom corpo, com taninos firmes, bem integrados ao frutado e acidez pontual. Leve adstringência.  Bom final com o frutado e o balsâmico se mostrando. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 165,00.

 

Considerada a mais bela quinta da primeira metade do século XV ainda existente em Portugal, a Bacalhôa é uma antiga propriedade da Casa Real Portuguesa. Localizados em Azeitão, a Quinta e o famoso Palácio da Bacalhôa constituem um monumento artístico da maior relevância para o País.

Monte das Anforas 2014 – elaborado com  Aragonez (60%), Trincadeira (30%) e Alfrocheiro (10%),com amadurecimento Em tanques de aço inox.  Cada casta, de cada vinha, é vinificada separadamente em depósitos de pequena capacidade (10 t). Teor Alcoólico de 14%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas (framboesa, cereja, amora), leve especiarias e café. Na boca apresenta um corpo médio, repetindo as sensações do  olfato, com taninos suaves e acidez equilibrada. Bom final frutado. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$61,60.

 

Em 1990, João Portugal Ramos plantou os primeiros cinco hectares de vinha em Estremoz, onde vive desde 1988, dando início ao seu projeto pessoal.  A primeira vindima realizou-se em 1992 e nos anos que se seguiram o vinho foi elaborado em instalações arrendadas, sendo 1997 o primeiro ano em que foi vinificado nas novas instalações. Em 2004 nasce a Falua tendo como objetivo prioritário engrandecer os vinhos da região Tejo e torná-los mais conhecidos no mundo com uma adega em Almeirim, equipada do mais sofisticado e moderno equipamento.

Conde de Vimioso 2013  - elaborado com as castas Touriga Nacional, Aragonês, Syrah e Cabernet Sauvignon, com passagem de 6 meses em meias pipas de carvalho francês. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi intenso, com halo violáceo e muito brilho. Os aromas mostram complexidade, com frutado expressivo e bem delineado, balsâmico (mentol) e chocolate. Na boca as sensações frutadas do olfato se repetem, num bom corpo, com taninos e acidez equilibrados. Longo final com muita fruta e chocolate. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 71,00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.