SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

O Malbec Day na Bekaa

20180417_195002

A Bekaa Delicatessen realizou, na noite de ontem, um evento especial dedicado ao International Malbc Day. Expressões do Malbec da Espanha, França e Argentina foram degustados com o acompanhamento de pratos especiais elaborados pelo American Smoke House. Vamos aos vinhos.

Joaquín Martínez Bujanda fundou sua primeira vinícola em 1889. Após 128 anos, a empresa passou para as mãos da 4ª geração da família: Carlos é o atual proprietário e trabalha com sua irmã Pilar, além de seus sobrinhos Marta e Alfredo. Atualmente, a produtora é composta por 5 vinícolas, espalhadas pelos principais terroirs da Espanha. O Casa Bonita é produzido em Castilla – La Mancha

Casa Bonita  Malbec 2015 – elaborado com 100% Malbec, com  envelhecimento de 6 meses em carvalho francês. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi intenso, com tons violáceos e muito brilho. Os aromas mostram frutas vermelhas, geléia (ameixa), notas sutis de caramelo e baunilha, algo herbáceo e picante. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves e acidez equilibrada. Bom final frutado com a baunilha se mostrando. Avaliação 88/100 Pontos. Preço: R$ 76,00.

Alain Dominique Perrin é uma figura emblemática na França, responsável pelo renascimento e desenvolvimento da luxuosa Cartier. Desde 2003 dirige o segundo conglomerado mais poderoso de marcas de luxo do mundo, o Richemont. Apaixonado por arte contemporânea, navegação à vela e vinho, comprou em 1980 um castelo do séc. XV em Cahors, e, com a ajuda e conselhos de Michel Rolland, dedicou 10 anos ao restauro das edificações, dos jardins e dos seus vinhedos, onde em 1503 já colhiam a Malbec.  Parker definiu o Domaine Lagrezétte como a quintessência de Cahors, e o guia Les Meilleurs Vins de France 2010 da RVF, como le chef de file, ou líder da denominação.

Château Lagrezette Purple Malbec 2015 – elaborado com 100 Malbec, a partir de vinhedos com 15 anos de idade, com amadurecimento por 6 meses em tanques de inox. Teor Alcoólico de 14%. A coloração é de um púrpura intenso, com muito brilho e transparência. Os aromas mostram ameixa, amora, especiarias, couro, alcaçuz e  toque floral . Na boca apresenta um bom corpo com taninos firmes, mas muito finos, leve adstrigência e algo de adocicado. Bom final com toque floral. Avaliação:  89/100 Pontos. Preço: R$ 73,60.

Fundada em 1901 por Don Leoncio Arizu, a Luigi Bosca tem uma extensa trajetória na indústria vitivinícola da Argentina. Atualmente, é dirigida pela terceira e quarta geração, e se constitui uma das poucas adegas que, através das décadas, permaneceu nas mãos da família fundadora. É líder no segmento de vinhos no mais alto nível.  A Luigi Bosca conta com 7 fincas na província de Mendoza: Los Nobles, La Linda, La España, Don Leoncio, El Paraíso, La Puntilla e Los Miradores. Ao todo são mais de 700 hectares dedicadas ao cultivo, estudo e entendimento da videira. As diferentes variedades que se produzem nestas fincas, foram trazidas da Europa na última década do século XIX. Utiliza-se de práticas biodinâmicas em seus vinhedos, inclusive obedecendo ao ciclo lunar.Exporta anualmente a 50 países, entre os que se salientam os Estados Unidos, o Brasil, o Canadá, o México, os Países Baixos e a Grão Bretanha. Atualmente exporta  60% da sua produção, além de manter a sua liderança no segmento Premium do mercado argentino

La Linda Old Vines Malbec 2014 – elaborado com  100% Malbec (Vinhas 30 anos-vinhedo Finca La Linda). Passou 8 meses em barricas (para uma parte do vinho). Teor Alcoólico de 13,7%. A coloração é de um intenso rubi, com toques violáceos, muito brilho e transparência. Os aromas mostram amora, ameixa, cereja, baunilha e notas de madeira. Na boca apresenta um corpo médio, com boa estrutura tânica, repetindo as sensações do olfato. Um longo final, com madeira final. Avaliação:89/100 Pontos. Preço: R$ 76,50.

Finca Las Moras, pertencente ao Grupo Peñaflor,  é uma vinícola pioneira dedicada à elaboração de vinhos de alta qualidade em San Juan desde a reestruturação das vinhas em 1993 por Richard inteligente. Os vinhedos estão rodeados por amoreiras e, portanto, o nome para a adega. San Juan focada em Shiraz e Malbec juntamente com Viognier e Sauvignon Blanc é a nova fronteira para a produção de vinhos finos na Argentina. O rio San Juan é uma fonte vital de irrigação nesta região proporcionando com água de neve de fusão pura dos Andes ao Atlântico para dar origem a Zonda e Tulum vale ao contrário do Vale do Pedernal – considerado hoje como o vale por excelência para o crescimento da de mais alta uvas de qualidade – ascensão por movimentos geleira. sol brilhante e tempo extremamente seco faz com que os vales ideal para as uvas cultivadas organicamente. Finca Las Moras, com mais de 1.100 hectares de vinhedos plantados em diferentes vales, está focada em sustentabilidade, continuam a inovação e a cultura micro regiões de exploração, contribuindo com a complexidade e elegância que o impacto na fruta em cada uma das suas linhas de vinhos.

Finca Las Moras Black Label Malbec  2015 – elaborado com 100% Malbec, com amadurecimento de 15 meses em barricas novas de carvalho francês e 8 meses em garrafas antes da comercialização. Teor Alcóolico de 14%. A coloração é de um rubi concentrado, intenso, profundo com reflexo púrpura.  Os aromas mostram  amora, ameixa, licor de cereja e figo maduro, especiarias doces e tabaco. Na boca as sensações do olfato se repetem  com  taninos vivos e bem integrados. Um amargor leve, adstrigência e acidez  pontuais, mostrando-se picante no palato. Final médio frutado com o amadeirado se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$88,00

Bodega Luigi Bosca, da Família Arizu, situada em Luján de Cuyo,  conta com uma trajetória de mais de 100 anos na indústria vitivinícola argentina. Dirigida atualmente pela terceira e quarta geração, constitui um dos poucos estabelecimentos vinícolas que, ao longo das décadas, permanecem em mãos da família fundadora e, por seu prestígio, tornou-se um paradigma do vinho nacional. A Luigi Bosca conta com 7 fincas na província de Mendoza: Los Nobles, La Linda, La España, Don Leoncio, El Paraíso, La Puntilla e Los Miradores. Ao todo são mais de 700 hectares dedicadas ao cultivo, estudo e entendimento da videira. As diferentes variedades que se produzem nestas fincas, foram trazidas da Europa na última década do século XIX. Utiliza-se de práticas biodinâmicas em seus vinhedos, inclusive obedecendo ao ciclo lunar.É um dos estabelecimentos produtores com maior participação no mercado argentino de vinhos premium; além disso, suas etiquetas estão presentes nos cinco continentes e chegam a mais de 50 países do mundo. Atualmente, a vinícola produz 8 milhões de garrafas de vinho das quais 60% é vendido no mercado externo, principalmente nos Estados Unidos, no Canadá e no Brasil. Produz os vinhos  La Linda, Luigi Bosca Reserva e Selectos da Família Arizu. Em Vistalba, a família Arizu possui a Finca Los Nobles, onde estão plantadas Cabernet Sauvignon e Alicante Bouchet há mais de 90 anos.

Luigi Bosca Malbec 2015– elaborado com 100% Malbec, com amadurecimento de 12 meses em garrafa. Teor Alcoólico de 13,8%. A coloração é de um rubi intenso, com tons violáceos e muito brilho. Os aromas mostram frutas vermelhas, geléia (ameixa), notas sutis de caramelo e baunilha, algo herbáceo e picante. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos intensos e acidez equilibrada. Bom final frutado com a baunilha se mostrando. Avaliação 91/100 Pontos. Preço: R$ 142,00.

A Bodega Colomé foi fundada em 1831,  sendo uma das adegas mais antigas da Argentina. Seus vinhedos se localizam entre 2.300 e 3.111 metros de altura, na região alta dos Vales Calchaquis considerada a área vitivinícola de maior altura no mundo. A Bodega foi fundada pelo governador espanhol de Salta, Nicolás Severo de Isasmendi e Echalar. No ano 1854, sua filha Ascensión, unida em matrimonio com José Benjamín Dávalos, introduziu em Colomé as videiras francesas Malbec prefiloxera e Cabernet Sauvignon. Três vinhedos de 4 hectares cada um, os quais datam daqueles tempos, ainda produzem uvas que formam parte do vinho Colomé Reserva. Colomé pertenceu às famílias Isasmendi-Dávalos ao longo de 170 anos. Em 1969, a família Rodó adquiriu a estância e adega, e a conservou durante 13 anos. Raúl Dávalos, descendente direto da família Isasmendi-Dávalos, recuperou a antiga granja da família no ano 1982 e a conservou até que o Grupo Hess (Donald e Úrsula Hess) a adquiriu em 2001. A partir de então plantaram vinhedos até chegar aos 140 hectares atuais

Colomé Malbec Estate 2015 – elaborado com 100% Malbec, com amadurecimento de 15 meses em barricas de carvalho  francês novas (20%) e de segundo uso (80%) para 80% do vinho. Teor Alcoólico de 14,9%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante,  com halo púrpura. Os aromas mostram frutas vermelhas, frutas em compota (figo, ameixa), alcaçuz, pimenmta e chocolate. Na boca apresenta um bom corpo, com taninos firmes e acidez equilibrada. Longo final com o chocolate se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$ 143,20.

O projeto da Bodega Familia Schroeder nasceu em novembro de 2001, na localidade de San Patricio Del Chañar, Neuquén, a partir da plantação de vinhedos em uma área virgem de 120 hectares. A família, que até então não tinha tradição no segmento do vinho, apostou firme na idéia e cercou-se de bons profissionais para dar sustentação a esse ambicioso empreendimento. A começar pelo enólogo Leonardo Puppato , que trabalhava na Chandon, em Mendoza, e foi convidado a integrar o time. Puppato não só acompanhou toda a gestação do empreendimento como também participou diretamente do projeto de construção da bodega que iniciou em outubro de 2002. A oportunidade de um enólogo contribuir até mesmo nos pequenos detalhes foi fundamental para o nascimento de uma vinícola moderna e inteligente, com uma concepção de produção em cinco níveis, inteiramente gravitacional, que aproveitou muito bem a inclinação do terreno. Outra curiosidade, quando estavam sendo realizadas as escavações para a construção da vinícola foram encontrados fósseis de um dinossauro que habitou essa região há mais de 75 milhões de anos. A descoberta serviu de inspiração para batizar algumas linhas de vinhos da Familia Schroeder com o nome de Saurus. Hoje, os ossos do Aelosauros estão expostos num pequeno museu no subsolo da vinícola, exatamente no lugar onde foram encontrados.

Saurus Barrel Fermented Malbec 2016 – elaborado com 100% Malbec, com amadurecimento de 8 meses em barricas novas de carvalho francês (30%) e americano (70%). Teor Alcoólico de 14,5%.   A coloração é de um intenso vermelho púrpura escuro, com muito brilho. Os aromas são complexos, com ameixa, amora, frutas passificadas, toques florais e chocolate. Na boca as sensações do olfato se repetem, com taninos firmes e um leve adocicado, que se prolongam no bom final frutado, com chocolate. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$ 133,00.

Alicia Mateu Arizu , esposa do winemaker Alberto Arizu (da Luigi Bosca),  iniciou em 1998, junto com o filho caçula Rodrigo Arizu, a comercialização de vinhos que seguem os conceitos de um verdadeiro château. Foram mais de 25 anos de investigações e estudos para obter vinhos de excelência, que hoje são cultivados em dois vinhedos: Viña Alicia e St. Albert. Com características chateau a Bodega Viña Alicia está rodeado por um vinhedo de 10 hectares de Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Petit Verdot , Nebbiolo, Grenache Noir, Carignan, Albariño e Savagnin

Viña Alicia Malbec 2009 – elaborado com 100% Malbec, vinhedo de 15 hectares, videiras com média de 80 anos de idade, em Las Compuertas, Luján de Cuyo. Amadurecimento de 12 meses em barricas de carvalho francês novas. Permanência de 12 meses em garrafa antes da comercialização. Teor Alcoólico de 14,5%.  A coloração é de um púrpura opaco. Os aromas mostram frutas vermelhas, ameixa em calda, alcaçuz, figo, chocolate e toque mineral. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com taninos firmes e bem integrados. Bom final com chocolate se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$184,80.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.