SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

O maior colecionador do mundo

1806732_3_c88d_michel-jack-chasseuil-l-homme-aux-30-000_1a939bddc03b8fc5e5b6f8bab9e4a564

Michel Chasseuil, francês, 67 anos, engenheiro aeronáutico aposentado, dirige um Renault 4L com 200.000 quilômetros, nunca tira férias e vive como um monge – e mesmo assim é o dono de uma coleção de vinhos de capaz de causar inveja a enófilos em todo o mundo.

Mais de 20 mil garrafas raras dos séculos XVIII, XIX e XX estão guardadas em uma adega de alta segurança, que fica a 6 metros de profundidade, protegida três portas blindadas com códigos de segurança e proteção por radar, perto de sua casa em La Chapelle-Bâton em Poitou-Charentes, um pequeno vilarejo no oeste da França. Iniciada aos 20 anos, a coleção tinha 1.000 garrafas em 1970, 5.000 em 1980, 15.000 em 1990 e hoje tem 25.000, sendo considerada a maior coleção particular do mundo. Em 1992 ele gastou os 100.000 dólares, de seu bônus de aposentadoria, na compra de vinhos raros.

Ele afirmou que compra duas caixas do mesmo vinho, (em leilões, na França e demais paises da Europa, nos EEUU, Austrália e África do Sul) uma para coleção e outra para beber (afirma também, que nunca abriu uma garrafa da coleção). Contudo, a disparada de preços nos últimos anos o tem feito vender a segunda caixa, como ocorreu com uma de Petrus 82, que ele havia comprado por 300 francos a garrafa (cerca de £ 30) foi vendido por US $ 50.000 (£ 33,000). Com o dinheiro ganho ele compra mais vinhos.

Na coleção estão presentes todas as colheitas do século XX do Château D’Yquem, Château Pétrus desde 1924 e Romanée- Conti desde 1905. Verticais: Château Lafleur – 40 safras, 1947 a 2007, Château Le Pin – 1982 a 2005, Petrus 1941 a 2005, Château d´Yquem 1811 a 2005.Na categoria de raridades absolutas há um Château D’Yquem de 1811 (35.000€), um Porto Hunt’s de 1735, e um Champagne Maison de l’Empereur de 1811, ambos de valor inestimável

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.