SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Nas ruinas de Ramat Bet Shemesh

376848-shrineed-1336663658-680-640x480

Foram descobertas ruínas em Ramat Bet Shemesh, uma cidade localizada a 30 quilômetros de Jerusalém, que provavelmente faziam parte de um mosteiro, de acordo com a arqueóloga Irina Zilberbord, da Israel Antiquies Authority. O complexo é dividido em duas partes, a residencial e a industrial, e segundo os arqueólogos, remonta ao período Bizantino do Império Romano.

No local foram encontradas peças «anormalmente grandes» usadas no fabrico e no processamento do vinho e do azeite. Essas evidências indicaram que a produção se dava em nível industrial e que não era apenas doméstica. Os diretores da escavação declararam: «Acreditamos que esse local fazia parte de um mosteiro do período Bizantino. É verdade que não encontramos nenhuma igreja no local ou elemento que comprove algum tipo de adoração religiosa, mesmo assim, as instalações e a arquitetura do local remetem-nos a outros mosteiros que conhecemos. Assim, é possível reconstruir o cenário daquele local, onde monges moravam, tiravam o seu sustento das instalações agrícolas e realizavam as suas atividades religiosas». Os arqueólogos acreditam também que o complexo mudou de dono no início do período Islâmico, no século XVII.

Fonte: Adega

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.