SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Na reunião festiva da Confraria do Vinho (2)

GE DIGITAL CAMERA

Vamos aos outros  4 vinhos degustados na reunião festiva da Confraria do Vinho de São José do Rio Preto.

 

Caiarossa, está situada  no coração de Val di Cecina, na costa da Toscana. A localização do imóvel é parte de sua atração. Caiarossa, com suas sensações de luxuosidade sutil, existe desde 1998. Antes disso, havia apenas a antiga casa senhorial eo solo vermelho. O que existe hoje foi criado a partir da terra, da natureza, da história da região e da adoção de uma filosofia que combina harmoniosamente as forças da terra, uva e do homem.  Em 2004 foi adquirida por Eric Albada Jelgersma, um empresário holandês com uma grande paixão por vinho e também o proprietário do Château Giscours e Château du Tertre – dois Grand Crus classé em Margaux, Bordéus. Atualmente 11 variedades de uvas plantadas: Sangiovese, Merlot, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Syrah, Grenache, Mourvèdre para os tintos; Chardonnay, Viognier para os brancos. Caiarossa adota práticas biodinâmicas.

Caiarossa Pergolaia 2008 – elaborado com Sangiovese (85%), Merlot (10%), Cabernet Franc (3%) e Cabernet Sauvignon (2%), com amadurecimento de 16 meses em carvalho de 2º. a 4º usos e mais 24 meses em tanques de concreto, até o engarrafamento. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram frutas negras e vermelhas, baunilha, leve amadeirado com toque de eucalipto. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos firmes e bem integrados ao frutado, acidez pontual. Mostra frutas secas e uma  leve adstringente. Um bom final frutado, com o toque do eucalipto. Avaliação: 91/100 Pontos.

 

Fundada em 2003 por Walter Bressia, sua esposa e seus filhos, a Bodega Bressia já é sinônimo de qualidade, considerada umas das melhores vinícolas da nova geração na Argentina. Localizada em Agrelo na região de Mendoza. Norteada pelo conceito de vinícola Boutique e Familiar, a Bressia é um projeto pequeno que tem por objetivo principal produzir vinhos da mais alta qualidade, de venda personalizada, de partidas limitadas e de produtos que recebem amor ao serem elaborados. Cada garrafa é única e, portanto, o consumidor pode desfrutar do prazer, que oferece exclusividade e singularidade de cada colheita. Walter Bressia é um dos ícones do vinho argentino. Com seu reconhecido trabalho na Nieto Senetiner, é um dos mais respeitados enólogos Mendocinos.

Bressia Profundo 2010 – elaborado com 50% Malbec, 30% Cabernet Sauvignon, 10% Merlot e 10% Syrah, com amadurecimento de 12 meses em carvalho novo francês e americano, Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram frutas negras, especiarias, chocolate, caramelo, toques florais e balsâmicos. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos macios e bem integrados ao frutado. Longo final com o toque balsâmico se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Lembra um tradicional Bordeaux.

 

A Domaine E. Guigal foi fundada em 1946. Em  3 gerações a família Guigal se tornou conhecida por produzir uma das mais notáveis coleções de vinhos do mundo, além da enorme quantidade de vinhos de alta qualidade e a preços competitivos. É responsável  por 50% de toda a produção da AOC Condrieu e por 40% da produção de Cote Rotie. Estão presentes em todas as AOCs da região norte do Rhône . Philippe Guigal dá continuidade ao trabalho de seu pai Marcel desde 1995. Guigal é o produtor com o maior número de vinhos  com  pontuação máxima  de Robert Parker.

L.Guigal Crozes Hermitage 2009 – elaborado com 100% Syrah,  tendo  passagem de 18 meses em barricas de carvalho francês. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso e profundo, com ótimo brilho. Os aromas mostram  morango, amora, cereja, alcaçuz e toques de baunilha. Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato ,com taninos refinados e bem integrados. Acidez pontual e muito equilíbrio. Longo final com o toque de alcaçuz se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos.

 

Localizado perto da Igreja de Lalande de Pomerol, construído no século XII pelos Hospitaleiros de S. João de Jerusalém, Cavaleiros de Malta, o Château PERRON é uma das propriedades mais antigas do município. No coração de Lalande de Pomerol, o  Castelo PERRON cobre 23 hectares de vinhas. Château PERRON é propriedade da família Massonie há três gerações. Desde 1958, dirigem o chateau Massonie Auguste e seu filho Michel-Pierre MASSONIE .

Château Pierrefitte 2009- é o segundo vinho do Château Perron, elaborado com as castas Oseleta, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, com amadurecimento de 12 meses em carvalho e afinamento em cubas de cimento, antes do engarrafamento. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram complexidade com framboesa, cereja, amora, toques florais e leve baunilha. Na boca as sensações do olfato se repetem, num bom corpo, taninos suaves e bem integrados e leve adstringência. Longo final frutado e floral. Avaliação: 90/100 Pontos. Produzido com assessoria de Michel Rolland.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.