SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Filosofando (2)

Diego Pisante

Luiz Groff é de Curitiba. Cronista brasileiro do mundo e das coisas do vinho,há muito tempo nos brinda com seus textos, publicados em jornais e revistas.  De vez em quando reune algumas dessas preciosidades em coletâneas e as publica. Assim nasceram “O Espírito do Vinho” em 1989, “O Planeta Vinho” em 2001 e “In Vino Veritas” em 2007. Delas retirei alguns pensamentos lapidares, que servem de aperitivo. E começo com o mais famoso de todos, que já rodou mundo e a usei (parcialmente) no meu Perfil. Vamos a elas e deliciem-se.

    * Não sou enólogo.  Enólogo é um sujeito que diante do vinho toma decisões. Eu, diante de decisões, tomo o vinho.

    * Eva vê a uva, já estava na cartilha e com razão, porque como Eva, a uva é fundamental.

    * Ouse! A degustação está mais para astrologia que para astronomia,

    * Se você não tem uma cave subterrânea, em vez de sair cavocando por aí de modo irresponsável, deixe como está e use o  dinheiro para comprar vinho.

    * Uma garrafa de scoth quebrada pode ser reposta.  Perde-se apenas o dinheiro.  Um vinho, jamais. Pode encontrar um irmão, às vezes um sósia, um gêmeo. O mesmo, não.

    * Vinho alemão é como o Danubio Azul.  Agradável e digestivo, desperta uma sensação de euforia quando, a meio de um concerto, a orquestra faz a concessão de executá-lo. Agora, tente ficar ouvindo uma tarde inteira.

    * Estocar vinhos comuns, que não evoluem e podem ser comprados a qualquer momento, é tão sensato quanto guardar latas de goiabada, embora estas sejam mais fáceis de empilhar.

    * Tenho muitos vinhos e sinto prazer em possuí-los, mas meu prazer decorre da expectativa do desfrute e não da posse.

    * Em vinho, é melhor usar primeiro a experiência e depois o raciocínio.

    * No vinho, a informação ilustra, a crônica diverte, mas a prática é imprescindível: traga sempre dinheiro e sacarrolha.


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.