SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Degustação de Alves de Sousa do sábado na Bekaa

bekaa sabado

Sérgio Musolino comandou a degustação do tradicional sábado na Bekaa, apresentando vinhos portugueses de Alves de Sousa . Os vinhos degustados são vendidos a preços especiais, com descontos de até 50%, para os participantes do evento. Vamos aos vinhos.

A produção de vinhos é uma tradição familiar para Domingos Alves de Sousa. Seu pai (Edmundo Alves de Sousa) e avô (Domingos Alves de Sousa) tinham já sido vitivinicultores do Douro.Ele não iniciou de imediato a sua vida profissional no negócio de família; foi por muito tempo fornecedor de uvas para a Casa Ferreirinha e a Sociedade dos Vinhos Borges, duas tradicionais casas da região. Engenheiro formado, Domingos abandonou a carreira em 1987 para se dedicar à vitivinicultura, tradição em sua família em terras do Douro. Mas sua primeira decisão foi a de deixar de ser um fornecedor de Vinhos do Porto para grandes exportadores, passando a se dedicar ao desenvolvimento de vinhos tranquilos do Douro. Atualmente, Domingos planta 130 hectares de vinhas, em 5 quintas:   Quinta da Aveleira: foi aqui que nasceu Domingos; muito embora tenha sido herdade por outro ramo da família, Domingos mais tarde a comprou de volta; situada em cotas altas, é a aposta do produtor para as uvas brancas;  Quinta das Caldas: com 6 hectares, também foi adquirida por Domingos, e tem uma importância histórica por ter pertencido à famosa D. Antonia, a Ferreirinha;  Quinta da Estação: são 4 hectares de excelente exposição debruçados na margem direita do Douro;   Quinta da Gaivosa: a mais emblemática das propriedades do produtor, possui 25 hectares com vinhas de mais de 60 anos e foi onde tudo começou e onde está localizada a adega e  Quinta do Vale da Raposa: contígua à Gaivosa, esta quinta possui 12 hectares de vinhas velhas e 6 hectares de vinhas mais recentes. Domingos conta com o auxílio de seu filho Thiago, enólogo residente, formado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, e com a consultoria de um dos mais reputados enólogo portugueses, Anselmo Mendes.

Alves de Sousa Estação Branco 2017 – elaborado com 60% Malvasia Fina, 30% Rabigato e 10% Viosinho, com amadurecimento de 4 meses em cubas de inox com suaves bâtonnages e permanência mínima de 3 meses em garrafa antes de sair ao mercado. Teor Alcóolico de 13.5%. A coloração é de um límpido e amarelo palha. Os aromas mostram abacaxi, lima e líchia. Na boca apresenta uma acidez pontual, com muito frescor, repetindo as sensações do olfato. Agradável final com o abacaxi se mostrando. Avaliação:  88/100 Pontos. Preço: R$ 59,00.

Alves de Sousa Branco da Gaivosa 2016 – elaborado com Malvasia fina, Gouveio e Arinto, com amadurecimento de 4 meses sobre as borras finas com “battonage” (70% em inox + 30% em carvalho francês de 3ºano). Teor Alcóolico de 12,5%. A coloração é de um amarelo palha brilhante. Os aromas mostram flores brancas, cítricos, melão, lichia e um toque mineral. Na boca apresenta complexidade, frescor, acidez pontual e o floral intenso, com mineralidade. Agradável final com o mineral se mostrando. Avaliação:  91/100 Pontos. Preço: R$ 122,00.

Alves de Sousa Caldas 2015 – elaborado com 40% Tinta Barroca, 30% Tinta Roriz, 30% Touriga Nacional (Vinhas com mais de 20 anos), com amadurecimento de 30% do vinho durante 3 meses em barricas francesas de 4a passagem e 70% em cubas de cimento. Teor Alcoólico de 14%. A coloração de um rubi de média concentração e muito brilho. Os aromas mostram  amora, cereja, toques florais, chocolate e especiarias. Na boca as sensações do olfato se repetem, num corpo médio, com taninos suaves e bem integrados, e leve adstringência. Bom final frutado com o chocolate se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 85,00.

Quinta do Vale da Raposa Touriga Nacional 2013 – elaborado com 100% Touriga Nacional, com amadurecimento de  12 meses em barricas de carvalho francês de 2º ano. Teor Alcóolico de   14%. A coloração é de um rubi intenso e concentrado, com muito brilho. Os aromas mostram mostra frutos vermelhos, suave compota, frutos secos, toques vegetais, leve floral e nuances balsâmicas. Na boca apresenta um bom corpo taninos finos  e bem integrados, com acidez pontual e a madeira presente. Longo final frutado com madeira se mostrando. Avaliação:  90/100 Pontos. Preço: R$ 207,00.

Alves de Sousa Reserva Pessoal 2008– elaborado com Tinta Roriz, Touriga Franca,   Tinto Cão, Touriga Nacional, Tinta Barroca, Sousão, Tinta Amarela, Tinta   Francisca, Rufete e mais outras dezenas de castas, tendo passado 15 meses em   barricas novas de carvalho francês e mais um ano de garrafa. Teor Alcoólico de 14,3%. A coloração é de um rubi concentrado e brilhante. Os aromas mostram muita intensidade, com frutas vermelhas, cereja em   licor, caixa de especiarias, eucalipto e notas minerais. Na boca apresenta um bom corpo,   com taninos firmes e acidez equilibrada,   mostrando toque mineral. Longo final, com o licor e a mineralidade em   destaque. Avaliação:  92/100 Pontos. Preço: R$ 424,00.

Alves de Sousa Abandonado 2013 – elaborado com Touriga Franca, Tinta Roriz, Touriga Nacional, Tinto Cão, Tinta Amarela, Tinta Francisca, Rufete, Tinta Barroca, Sousão e outras. Amadurecimento de 18 meses em barricas novas de carvalho francês. Teor Alcóolico de  14,5%. A coloração é de um rubi concentrado, quase negra. Os aromas mostram frutas negras e vermelhas, menta, tomilho e tabaco. Na boca apresenta corpo denso, sápido, repetindo as sensações do olfato e uma leve adstringência. Longo final delicado e complexo, com intenso  frutado e a menta se mostrando. Avaliação:  93/100 Pontos. Preço: R$ 640,00. Observação: uma vinha com mais de 80 anos, por anos abandonada, foi recuperada por Domingos Alves de Sousa e foi apelidada de ““vinha do abandonado”. Em 2004, Domingos resolveu vinificar as uvas daquela vinha de forma separada. E o resultado foi tão impressionante que decidiu lançar o vinho.

Participe das degustações do sábado na Bekaa. Excelentes vinhos e bons papos. Vale a pena!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.