SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Cacique Maravilla Cot Pipeño 2014

20180705_151422

Cacique Maravilla é uma bodega familiar localizada em Bío-Bío ,ao sul do Chile, comandada por Manoel Moraga Gutiérrez. A família possuiu uma herança cultural de trabalhar há mais de dois séculos na elaboração de vinhos. O nome da Viña faz referência a um título honorífico concedido ao patriarca da família em virtude da convivência generosa com os povos originários que habitavam a região. O Chile tem se destacado por iniciativas muito interessantes no sentido resgatar  sua história vitivinícola através de cepas que foram emblemáticas nos primórdios da produção de vinhos no país. É nessa perspectiva que a vinícola da família Gutiérrez está se destacando. Importante salientar que os produtores desses vinhos se destacam por elaborar vinhos ancestrais conforme a tradição, mas sem perder de vista o cuidado, o zelo e a sanidade do processo de produção. Esta luz focada neste estilo peculiar de fazer vinhos fez com que os produtores e seus vinhos fossem vistos de outra maneira, bem como o interesse para conhecer e consumir tais vinhos aumentasse. Pode-se dizer que “pipeño” é um estilo de vinho. E este resgate dos vinhos pipeños e da  uva País expressam uma nova vertente dos vinhos chilenos preocupados em preservar o patrimônio cultural. A bodega Cacique Maravilla leva ao extremo o termo “rústico” ao produzir vinhos sem intervenção de química industrial, excluindo até mesmo a irrigação no cultivo das videiras. Em relação a vinificação são utilizadas leveduras naturais de vinhedos que superam 200 anos de existência. Assim, o objetivo é produzir vinhos que reflitam o que a terra oferece.

Cacique Maravilla Cot Pipeño 2014 – elaborado com Cot (Malbec), País e Cabernet Sauvignon, com amadurecimento fermentado em barris de carvalho abertos. Teor Alcoólico de 13,1%. Engarrafado sem filtração. Coloração é se um rubi Intenso com reflexos granada. Os aromas mostram morango, groselha, framboesa, chocolate, baunilha, cedro, couro, alcaçuz  e toques terrosos. Na boca apresenta um bom corpo,  com taninos firmes, ótima acidez, repetindo as sensações do olfato, com  algo de salinidade. Bom final frutado com o toque salino se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$ 69,90, na Vinum Day. Observação: A uva País (nas Ilhas Canárias, chamada de Listán Negro)  é de difícil vinificação. Foi trazida pelos colonizadores espanhóis e também pelos Jesuítas (Missões espanholas) e, provavelmente, foi a primeira Vitis vinífera amplamente cultivada no Chile e na Argentina (onde é chamada de Criolla). Até o século XIX, era a cepa mais cultivada no Chile, sendo posta em esquecimento com a chegada das variedades francesas tradicionais. Os vinhedos do Vale de Maule são seculares e a uva País era usada para a elaboração de vinho de mesa. No entanto, recentemente descobriram o seu potencial para vinhos finos, entre eles espumantes e varietais leves e frutados. Uma cepa que começa a dar a volta por cima no Chile nos últimos anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.