SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Adega de Pegões Colheita Seleccionada 2008

GE DIGITAL CAMERA

Foi o proprietário rural e industrial de cerveja José Rovisco Pais quem doou as suas herdades de Pegões aos Hospitais Civis de Lisboa. Nelas viria a ser executado o maior projeto de Colonização Interna com a fixação de centenas de casais agrícolas e a plantação de 830 hectares de vinha.A Cooperativa Agrícola constituída por Alvará de 7 de Março de 1958 forneceu o apoio técnico e logístico à elaboração dos primeiros vinhos de Pegões. Possui uma área vinícola de 1100 hectares que produzem em média 8.000.000kg de uva, sendo 74% tinta e 26% branca. As castas tintas produzidas são o Castelão (Periquita) 92%, Touriga Nacional, Aragonês, Trincadeira, Cabernet Sauvignon, Shiraz, etc. com 8 % Nas brancas predominam o Fernão Pires 40%, Moscatel 25%, Tamarez, Arinto, Antão Vaz, Chardonnay, etc, 35%.

Adega de Pegões Colheita Seleccionada Tinto 2008

Uva: Cabernet Sauvignon 25%, Touriga Nacional 25%, Trincadeira25% e Syrah 25 %

Amadurecimento: 12 Meses em pipas de carvalho francês, seguido de 4 meses em

garrafa, antes de ser lançado no mercado.

Teor Alcóolico: 14%

País: Portugal

Região: Península de Setubal

Vinícola: Cooperativa Agrícola Santo Isidro de Pegões

Preço: R$ 159,90, na Comprevinhos

A coloração é de um rubi intenso com muito brilho e boa transparência. Os aromas mostram boa complexidade, com ameixa, framboesa, frutas em compota, toques balsâmicos, baunilha, chocolate e café. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos firmes e bem integrados, com acidez bem marcada. Bom final com destaque para o chocolate e café.

Avaliação: 90/100 Pontos

Observação: a cooperativa tem suas origens no maior projeto de colonização interna do governo Salazar, objeto de grande propaganda do ditador. Foram construídas centenas de casas, providenciada a infraestrutura urbana e doadas terras para a plantação de vinhas. E nas paredes da vinícola, o que se vê é essa história contada em fotos esterilizadas de camponeses bem vestidos, colegiais uniformizados, garotos marchando ao estilo militar. Uma apologia ao ditador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.