SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

Accademia dei Racemi do sábado na Bekaa

20200125_110039

Com a presença de Katty Luna, Representante no Brasil do produtor Felline/Racemi, no sábado da Bekaa tivemos uma degustação especial com os vinhos da Accademia dei Racemi. Vamos a eles.

Felline tem uma longa história , protagonista do sucesso do Primitivo di Manduria e marco do projeto Accademia dei Racemi, que deu impulso ao renascimento de inúmeras uvas indígenas. O nome vem de uma vasta área arqueológica de Manduria, a uma curta distância de suas famosas praias, onde existem restos de uma cidade antiga, chamada Felline.Os locais estão ligados a uma lenda que ainda alimenta ritos religiosos em homenagem a São Pedro . Racemi  está localizada na cidade de Manduria, na província de Taranto, na região de Puglia.

Quando, em 1996, Gregory Perrucci criou o projeto Accademia dei Racemi, juntamente com alguns jovens e entusiastas pioneiros da viticultura autóctona, não  se imaginava o quão fortes essas idéias, pesquisas e obras iriam afetar o desenvolvimento futuros das uvas e vinhos da Puglia. Tudo começou com o Primitivo di Manduria, nas propriedades Felline. Foi o primeiro vinho Primitivo que mostrava o potencial de qualidade dessa uva, até então usado apenas como vinho a granel paraassemblage. A Accademia dei Racemi desenvolveu uma nova abordagem para a viticultura e a produção de vinho, concentrando-se apenas nas uvas nativas antigas, principalmente desconhecidas e subestimadas no mercado. Os resultados mais importantes foram alcançados nas Malvasia Nera, Fiano Minutolo, Ottavianello e Sussumaniello (a uva desapareceu completamente e agora é atualizada para uma das mais importantes uvas representativas da Apúlia). O projeto também envolveu Negramaro e, recentemente, Verdeca e Vermentino. Por que Racemi? Os racemos são o segundo fruto que algumas variedades (Primitivo, Catarratto) desenvolvem em quantidades significativas. Esses frutos de segunda geração amadurecem cerca de 20 dias após a colheita dos cachos primários e, por isso, são recolhidos e vinificados mais tarde, representando uma segunda oportunidade para melhorar ou mesmo recuperar os eventos negativos ocorridos na primeira vinificação.

Racemi i Monili Primitivo del Tarantino 2018 – elaborado com 90% Primitivo, e 10% Montepulciano, com amadurecimento em cubas de inox. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi de média intensidade. Os aromas mostram frutas vermelhas, eucalipto, alcaçuz e toques florais. Na boca apresenta, corpo médio, taninos doces, acidez equilibrada, repetindo as sensações do olfato. Bom final frutado com o alcaçuz se mostrando. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 106,25.

Accademia dei Racemi Anarkos 2016 – elaborado com 60% Negramaro, 30% Primitivo e 10% Malvasia Nera, com amadurecimento em tanques de inox. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso e brilhante. Os aromas mostram frutas negras , especiarias, café, toques terrosos e florais.   Na boca apresenta um bom corpo, repetindo as sensações do olfato, com taninos macios e bem integrados. Bom final com o toque de café se mostrando. Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$ 109,65.

Accademia dei Racemi  Archidamo Primitivo di Manduria 2017 – elaborado com 100% Primitivo, com passagem de 6 meses em botti para 40% do vinho, o restante em cubas de inox. Teor Alcoólico de 14%. A coloração é de um rubi intenso com reflexos violáceos. Os aromas são intensos, mostrando frutas vermelhas, frutas confitadas, licor de cereja,  notas balsâmicas e  toques minerias. Na boca as sensações do olfato se repetem, num bom corpo e taninos potentes. Longa persistência com toques minerais se mostrando. Avaliação: 91/100 Pontos. Preço: R$ 149,00.

Accademia dei Racemi Sinfarosa Zinfandel 2016-  foi elaborado com 100% Zinfandel, a partir de clone oriundo do vinhedo Geyserville da Vinícola Ridge, Vale Alexander, Califórnia. Cinquenta por cento passou por carvalho esloveno por 8 meses e o restante em tanques de inox. Teor Alcoólico de 15%. A coloração é de um rubi escuro, com halos atijolados. Os aromas apresentam compota de frutas (ameixa, marmelo), groselha vermelha, ameixa passa, especiarias doces, mentolado e um toque floral. Na boca mostra corpo médio, com acidez presente e adstrigência se mostrando. Um bom final onde o álcool se mostra. Avaliação: 90/100 Pontos. Preço: R$ 191,25.

Accademia dei Racemi Dunico Primitivo di Manduria 2016 – elaborado com 100% Primitivo, produzida na costa do mar Jônico de Manduria, com passagem de 8 meses em carvalho da Eslovênia.  A coloração é de um rubi intenso com reflexos violáceos. Os aromas são intensos e nítidos, com muita complexidade, mostrando frutas vermelhas, frutas confitadas, licor de cereja,  notas balsâmicas, toques minerias, humus  e palha. Na boca as sensações do olfasto se repetem, num bom corpo e taninos potentes. Longa persistência evidenciando-se a palha e  os toques minerais, resultado da proximidade do  mar. Avaliação: 92/100 Pontos. Preço: R$ 285,00.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.