SOBRE
Osvaldir Castro
Biólogo e Winemaker, ministrando cursos e palestras sobre Vinho (como hobby) e participando de várias confrarias onde, com os amigos, compartilha e troca informações referentes ao tema. Lema: como bom enófilo, Diante de decisões, tomo o vinho.

A seleção de junho do Bekaa Wine Club

GE DIGITAL CAMERA

A seleção de junho  do Bekaa Wine Club apresenta um vinho argentino, um vinho espanhol e um vinho chileno, um africano do sul e um português, oferecidos aos membros do clube a preços especiais,  com excelentes custo/qualidade. Vamos aos vinhos.

Vindos da Espanha,  depois de se estabelecer em uma região vinícola da Conceição VIII Região, Chile, os antepassados da família Villaseñor começou a produzir vinhos com técnicas tradicionais, principalmente para consumo próprio, a partir de uma prática que continua transmitida hoje familiarmente .Vinhedos Villaseñor atualmente tem dois campos de produção sendo as uvas vinificadas na adega Itahue, para a obtenção de vinhos de alta qualidade . A adega “boutique” vinhos Vineyards Villaseñor foi construída para produzir vinhos em harmonia com o ambiente natural e com a intervenção menos humano. Para fazer isso, ele foi projetado uma adega com capacidade de 870.000 litros em quatro níveis subterrâneos, onde todo mundo desempenha um papel essencial no processo de vinificação.

Villaseñor Alma Tierra Cabernet Franc 2013 – elaborado com 100% Cabernet Franc, sem indicação de passagem por madeira. Teor Alcoólico de 13,5%. A coloração é de um rubi vivo, brilhante. Os aromas mostram amora, framboesa, ameixa, toques florais e algo de mentolado. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves, bem integrados ao frutado e acidez equilibrada. Leve adocicado. Bom final frutado com o mentolado se mostrando. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 46,00, ao membros do Bekaa Wine Club.

 

No entorno da mais famosa e fotografada montanha da África do Sul, a Table Montain, na Cidade do Cabo, há terras e clima perfeitos para o cultivo da uva e para a produção de vinhos de alta qualidade. Lá é a casa da Kumala, onde o famoso e premiado enólogo sul-africano Bruce Jack produz vinhos deliciosos e cheios de caráter, que conquistaram paladares mundo afora e hoje estão entre os mais exportados da África do Sul. Bruce entende que o vinho deve ser algo simples, que proporcione prazer e encantamento aos momentos e às refeições da vida cotidiana. E, é com esse propósito que ele produz os vinhos Kumala. A linha da Kumala, apelidada de “Core” (núcleo), traz vinhos bi-varietais que buscam expressar as virtudes de duas variedades de uva e o talento enológico da equipe do Bruce Jack para produzir vinhos de excelente relação preço-qualidade.

Kumala Cabernet Sauvignon-Shiraz 2014 – elaborado com 45% Cabernet Sauvignon, 40% Shiraz e 15% Ruby Cabernet. Amadureceu em tanques de aço inoxidável. Teor Alcoólico de 14%. A coloração é de um rubi brilhante. Os aromas mostram frutas vermelhas, toque de café e especiarias. Na boca apresenta um  médio-corpo, textura macia, muita fruta bem integrada aos taninos macios, com leve adocicado. Bom final com o frutado se mostrando.  Avaliação: 89/100 Pontos. Preço: R$51,00, ao membros do Bekaa Wine Club.

 

A Quinta Santa Eufêmea foi fundada em 1864 pelo patriarca histórico de uma família duriense - Bernardo Rodrigues de Carvalho. Situada na margem sul do rio Douro, ao longo de mais de 45 hectares de vinha, produz uvas das mais ricas castas, cuja vinificação é feita em lagares de granito, pisadas tradicionalmente, de modo a extrair os seus melhores componentes, sendo o seu envelhecimento feito em cascos de carvalho, procedendo-se depois à sua seleção para encontrar os lotes perfeitos. A Quinta de Santa Eufêmia é administrada pela 4ª geração – sete bisnetos que desde 1994 fazem a comercialização desses vinhos finos e velhos do Douro – Vinho do Porto – mantendo os ancestrais conhecimentos de vinificação e envelhecimento. Até 1978, a legislação proibia a comercialização direta de vinho do Porto a partir das propriedades do Douro. Por isso, a Quinta Santa Eufêmia era obrigada a vender seus vinhos, ou mesmo apenas as uvas, para os produtores que tinham armazéns em Vila Nova de  Gaia. Em 1986, a lei foi alterada de forma a permitir que os plantadores pudessem produzir e comercializar seus próprios rótulos. Santa Eufêmia foi uma dessas quintas que rapidamente passaram de meros plantadores a vinícolas-boutique.  A Quinta de Santa Eufêmia é administrada pela 4ª geração – sete bisnetos que desde 1994 fazem a comercialização desses vinhos finos e velhos do Douro – Vinho do Porto – mantendo os ancestrais conhecimentos de vinificação e envelhecimento.

Quinta Santa Eufêmea Matrice 2015 – elaborado com Touriga Nacional, Tinta Barroca e Tinta Roriz com amadurecimento em tanques de inox. Teor Alcoólico de 13%. A coloração é de um rubi intenso, com reflexos violáceos. Os aromas mostram frutas vermelhas (cereja, amora, framboesa), toques herbáceos, florais e algo balsâmico. Na boca apresenta um corpo médio, com taninos suaves e bem integrados, acidez em equilíbrio e leveadocicado. Bom final frutado. Avaliação: 88/100 Pontos. Preço: R$ 68,00, ao membros do Bekaa Wine Club.

 

Para participar dessa seleção mensal do Bekaa Wine Club é só contatar o wineclub@bekaa.com.br ou pelo  telefone (17)98151-8384. Vale a pena

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.